sexta-feira

Das conversas de teenager

Hoje, enquanto comia uma sopa sozinha, calhou sentar-me ao lado de duas jovens miúdas. De início nem sequer estava a prestar atenção à conversa, mas a dada altura dou por mim com uma vontade enorme de rir. E a pensar que realmente há coisas que nunca mudam... lembrando-me dos tempos de teenager. Uma dizia para a outra: "O Filipe tem 17 anos... é um puto". E pouco depois já falavam num"Diogo" nos seguintes termos: "tem 18 anos, cabelo rapado, olhos claros, alto, entroncado... e disse que ajudava-me a estudar físico-química". Achei fabuloso. Não só pela enorme maturação que um gajo atinje na passagem dos 17 para os 18 anos (!)... como pela descrição... em relação ao tal Filipe parece que a descrição ficou-se mesmo pelos cabelos escuros e pelos 17 anos. Pronto, elas lá sabem... apesar de estarem a fumar já tão descomplexadas e tão novas, e do ar de jovens mulherzinhas que "no meu tempo" (esta expressão faz-me sentir muito velha!) não havia, as conversas pelo menos continuam a ser próximas de outras gerações.

Obrigatório ler!

Tenho dito!

Para cada frase procuro diplomacia. Juro que procuro. Mas os meus pensamentos são demasiado genuínos para se deixarem contaminar da mentira do bem-parecer. Tento eufemizar o discurso, debitando-o às palavras, uma a uma, amaciadas. Mas nunca vos basta. Exigem-me complacência, como toxidepentes a tremer por nova amnistia - não a última, apenas mais uma que incube o mofo com que encardem o planeta. Dolo a dolo, controiem um cadastro de mediocridade, e ainda se orgulham dos seus imperfeitos curricula!

No meu mundo não há complacência, só perdão. Mas esse não vos basta. Tentam morder-me a integridade como cães raivosos defendendo um reles território, minado de pequenês. Sou alta demais para escorregar nesse lodo. Os meus passos continuarão firmes, por mais rasteiras que cuspam essas vossas bocas porcas.

Não me peçam complacência, que desse veneno não consumo. Apenas debitarei o antídoto suficiente para construir uma ponte. Se a quiserem escalar, serão bem-vindos. Mas se prefirem mirrar no sopé, não me exijam tapetes se tiver de vos pisar. Não inalarei da vossa anestesia!

quarta-feira

O Eng. João Manuel Pisco de Castro

Fixem o nome: João Manuel Pisco de Castro. Engenheiro. É presidente do Instituto de Gestão Financeira e de Infra-estruturas da Justiça, I. P. , que "tem por missão a gestão unificada dos recursos financeiros do MJ, bem como a gestão do património e das infra-estruturas necessárias à prossecução das atribuições do MJ" . Em tempo de contenção e miséria para alguns, este senhor teve de mudar de carro. Já tinha 4 anos o seu velho Audi A6. Como eu o compreendo! Também eu precisava de mudar mas não tenho nenhuma central de compras. Pois se tivesse, mais luxos havia de juntar à "caixa de 6 CD, computador de bordo a cores, sistema de navegação plus, sistema de ajuda ao parqueamento, alarme e pintura metalizada", conforme conta o DN. Coisa pouca...Não há por aí um bocadinho de vergonha na cara ?!!!

terça-feira

Havia de ser proibido enviar mails profisionais sem os contactos em baixo, em assinatura!

segunda-feira

Radio killed the vídeo star

Ainda bem que há rádios que debitam as notícias do dia sem as entremear com desinteressantes histórias de faca e alguidar e fait divers como fazem as televisões generalistas.

Sei que isto não é bem assim (ou que não é só isto que há para dizer), mas apeteceu-me dizer só isto. Assim.

domingo

Sabem por que é que a Delta não divulga valores de investimento?

Porque o Senhor Rui Azinhais Nabeiro, fundador, não está habituado a grandes números e acha que valores muito altos assustam as pessoas. Esta foi, pelo menos, a explicação que o neto – administrador Rui Miguel Nabeiro, 28 anos - me apresentou a mim em conversa no final do lançamento de Delta Q. Aceitam-se comentários.

já agora: Por que será que nenhuma das jornalistas (entre as 3-4 de que vi as notícias, e que, sim, por acaso eram todas nulheres) presente na apresentação de Delta Q se deu ao trabalho de traduzir a expressão blend para referir as diferentes referências/misturas/sabores/ofertas/opções/etc. lançados sob esta linha de cafés em cápsulas?

sexta-feira

"Objectiva" desfocada

Em contrapartida o segmento feminino acaba de parir um aborto chamado Objectiva que ainda estou para perceber como é que hoje, em pleno séc. XXI, ainda há gente que se junta para fazer coisas tão medíocres. E não há uma alma iluminada em toda uma equipa que diga "eh pa, mas isto é uma merda! 'Bora lá fazer bem!"?? E não se percebe que mais-valia pretende trazer. Digamos que a objectiva está um bocado desfocada.

Women, be happy!

Sabem onde é que li aquela boa-nova do TPM? Na Happy Woman. Eu que sempre odiei revistas femininas já dei comigo a comprar umas 5-6 vezes esta revista. Este mês comprei por causa de uma chamada de capa sobre acompanhantes masculinos. E há sempre qualquer coisa que me dá aquele impulso de compra que as editoras e os anuciantes tanto apreciam.

Reparei que se tornaram lideres de vendas na última APCT. Não admira. A revista fala para gajas assim como eu que não tinham nenhuma revista e ainda por cima é mesmo bem feita. Só falta ter fotos "verdadeiras", sem ser tudo corrido a banco de imagem.

Generalidades do OE

Uma jornalista pode reclamar direitos de autor de uma expressão ontem utilizada pelo ministro Pedro Silva Pereira no ataque a Santana Lopes, no seu discurso final do Orçamento de Estado.
A "flash-interview"* de Santana ocorreu no final do primeiro dia do Orçamento, o da grande expectativa falhada depois de muitos dossiers estudados, imensos ex-ministros contactados, não-sei-quantas horas de preparação para o primeiro duelo. Santana foi péssimo e no final reconheceu que a coisa tinha corrido mal...
Porque a Escola gosta de partilhar com todos os grandes momentos da Nação, eis o original desse registo (que por limites de tempo os media não podem, naturalmente, passar). Vale a pena :

http://tue-tue.typepad.com/santanalopesfimoe.mp3


* No melhor estilo futebolístico no final do jogo

segunda-feira

Adeus TPM!... e à própria M

Maridos, namorados, amigos, colegas de trabalho... Boas notícias!! A partir do segundo trimestre do próximo vão-se acabar as neuras das gajas! Chega a Portugal a Lybrel, pílula anti-conceptiva que acaba com a Tensão Pré-Menstrual (TPM, para os amigos - também para os inimigos). Arrasa o mal pela raiz: acaba também com a própria da menstrução.

As contra-indicações, diz que são exactamente as mesmas das outras pílulas, que afinal, diz que aquilo que permitem também não são períodos reais.

Aléluia! Deus no Céu e os laboratórios Wyeth na Terra (a remendarem as imperfeições do Criador).

domingo

Um produtivo contra-TEMPO

Há dias vi uma peça ma-ra-vi-lhosa no Teatrosfera, em Queluz: (contra)Tempo, de David Ives. Sobre pessoas, Deus, etc. Há uma passagem que resume tudo: a peça e a vida. Diz mais ou menos isto: "Era glândulas! Como sempre: tudo glândulas".

O texto é maravilhoso, a adapatação/tradução, encenação, interpretação. Tudo maravilhoso. Até meados de Dezembro!

Encenação e cenografia de Paula Sousa. Com: Maria d’ Aires, Patrícia Bull, Paula Sousa, Paulo B., Rogério Jacques, Teresa Faria, Vítor Oliveira. Tradução de Paulo Oom.

O dia 4


Sempre gostei do dia 4... E cá estamos nós outra vez, a olhar para o calendário, a olhar para o 4 de Novembro. Acho que não é da idade mas hoje não estou nos meus melhores dias. Ainda bem que tenho amigos que me fazem rir, sorrir com pequenos gestos e palavras. No meu estado de graça isso é importante e ajuda a esquecer o cansaço... Até o bolo ficou assim... uma suposta delícia de laranja convertida em bolo surpresa do halloween!!! Um brinde a mim e a vocês todas!

Imagine*



Imagine there's no Heaven
It's easy if you try
No hell below us
Above us only sky
Imagine all the people
Living for today

Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace

You may say that I'm a dreamer
But I'm not the only one
I hope someday you'll join us
And the world will be as one

Imagine no possessions
I wonder if you can
No need for greed or hunger
A brotherhood of man
Imagine all the people
Sharing all the world


Dedicado à ACA (happy birthday, miúda), porque me faltam palavras mais adequadas... e sonhar não custa nada . [*John Lennon].
L.R.



terça-feira

"Não há reformas sem perturbação"

Diz hoje o ministro das finanças Teixeira dos Santos ao Diário Económico. A máxima aplica-se a tudo na vida.

E agora isto não tem a nada a ver, mas... Na primeira página do DN diz-se "Taxa de insucesso escolar diminiu 22% em dois anos". Eu nunca vivi numa ditadura, mas já ouvi as notícias em Cuba, por exemplo, e hoje, a ler isto só me lembrei do Fidel. Já para não falar do Salazar que nunca "apanhei". Não queria ser desmancha-prazeres, mas...

sábado

Socratismo vs Guterrismo

Numa tirada, o ministro da ciência Mariano Gago explicou, hoje, nas Novas Fronteiras, o que distingue os governos de José Sócrates e de António Guterres:"Com Guterres, eu era o ministro da paciência. Com Sócrates - e aprendi com ele - sou o da falta de paciência !"

As lições de Moscovo

Algumas semelhanças entre a estada de Putin em Lisboa e a visita de Sócrates a Moscovo:

* O caos matinal para entrar em Lisboa com o fecho da CREL e afins para as delegações rumarem a Mafra / o caos em 100 km de autoestrada que liga Moscovo até à pista onde estava estacionado o Beriev apaga-fogos, que Sócrates foi ver. A autoestrada foi fechada para a comitiva portuguesa passar enquanto filas e filas de russos, parados e fora dos carros, esperavam nos acessos à dita...
* Putin fechou a Praça Vermelha para o jogging matinal de Sócrates / Lisboa fechou o Oceanário para o presidente russo

Algumas diferenças :
* Sócrates dormiu no Kremlin /...Putin terá ficado no D.Pedro (num hotel ? Que raio, não havia palácio ou castelo para deitar o homem ?!!!)
* Putin amastrongou-se de perna aberta na poltrona de São Bento/ Sócrates cruzou a perna, é um senhor.
* Os jornalistas portugueses tiveram de deixar os telemóveis à porta do Kremlin / Os jornalistas russos em Lisboa estiveram sempre contactáveis...


* Foi só a mim que fez confusão o espectáculo televisivo de quinta-feira dos Jerónimos a São Bento a tarde inteira ? Tanto directo sem nada para dizer, apenas para mostrar o figurão. Gostei particularmente da contraprogramação cultural lisboeta sobre direitos humanos na Russia (direitos quê ?)

quinta-feira

Comissão de trabalhadores para os deputados, já !

O menezista Luis Montenegro, novo vice-presidente da bancada do PSD, estreou-se ontem à frente dos seus deputados da comissão parlamentar de assuntos constitucionais (a primeira, a mais xpto da Assembleia) com reivindicações laborais. Quais escutas, qual pacote anti-corrupção, qual distribuição de diplomas pendentes...Montenegro mostrou-se acima de tudo preocupado com a situação dos deputados suplentes das comissões logo a abrir a reunião. Porquê ? Porque não têm direito a ajudas de custo pela sua presença nas reuniões. Está montada a algazarra, do género:"-Amanhã aparece lá tu; - Eu,, porquê, se não ganho nada com isso; - Epá, mas aparece; - Olha, pede ao efectivo que vá, ele sempre tem direito à ajuda de custo".
Durante meia hora, foi este o tema da reunião com deputados socialistas a mexerem-se na cadeira e até António Felipe, do PCP a dizer que o assunto não devia ser tratado ali. Soube-se que Jaime Gama estava a preparar um despacho sobre esta questão e o novo PSD a assumir-se como a vanguarda na defesa dos direitos dos trabalhadores eleitos pela nação.

Ainda mexemos


A Marisa ressuscitou o que eu pensava ter acabado no domingo com o post da Luisa.
Hoje, um homem explicava-me assim os últimos dias (semanas ?!) da Escola de Lavores: "é mais uma prova de que as mulheres são umas inconstantes"...

quarta-feira

Menos inteligentes ou mais burros?

Sinceramente acho que somos todos (e cito toda a paleta de cores) mais a atirar para o burro do que para o inteligente.

Todos queremos ser felizes, todos (quase sempre) sabemos como poderiamos ser, mas (quase) todos preferimos andar para aí a "calimerar" do que nos fazermos à vida...

...nem que que seja, tentando compreender como ela é; como é, afinal, a nossa cabeça; o que, afinal, nos move; o que, afinal, nos frusta... e como, a maior parte dessas motivações (quase sempre) não são mais do meros cookies do passado mal apagados, mas suficientemente poderosos para retardarem este complexo disco rígido que é o nosso cérebro.

E, para uma certa classe que não é assim tão pequena quanto isso, bastava desembolsar uns trocos ao fim de um mês num divã de um psicólogo. Diz que, agora, finalmente, até já se pode deduzir a conta no IRS.

Parece que um Governo finalmente se fez esperto. Nada melhor para baixar o défice do que elevar a auto-estima.

E se os negros forem realmente menos inteligentes? What's the problem?

Ainda não percebi, afinal, em que contexto nem com que palavras o senhor Nobel ADN terá dito que os africanos são menos inteligentes do que os outros (asiáticos? europeus? americanos?). De qualquer forma, não percebo por que é que fica toda a gente tão irritada.

Por que carga de água não poderá, por ventura, um grupo de indivíduos, seja ele qual for, ter uns atributos acima da média e outros atributos abaixo?

Esta mania de que somos todos iguais é que me irrita.

Depois há quem venha com argumentos anti-racistas e anti-manipulações genéticas e anti busca da perfeição (refiro-me, por exemplo, à Helena Matos, no Público de hoje)...

Não defenderão os "anti-racistas radicais" eles próprios uma forma utópica de perfeição?

Amigos, capacitem-se de uma coisa: não somos todos iguais! Eu, por exemplo, não terei um QI tão elevado como biliões de outros humanos, mas terei certamente um QE e um QS superior. E mesmo assim hão-de ser inferiores aos de outros tantos. E depois?

Onde está escrito que tenho de ser perfeita?

Mais: Isto de rotular grupos pode ser útil para muita coisa, mas, at the end of the day, tudo é estatística, com todos os inconvenientes da matemática, nomeadamente quando o tema mete médias, esse grande esbatedor de realidade.

Se metade dos europeus fossem génios e outra metade burros, seríamos todos apenas uns reles mediocres aos olhos do resto do mundo. E depois?

domingo

Mudança de estação


há um tempo para tudo...
fico-me pelo meu apeadeiro.
sereis sempre bem-vindas.
desejo-vos boa sorte.

[e à espera que se marque o jantar...]

sábado

Viva a BD!


Já começou, na Amadora, mais um Festival de Banda Desenhada. É daqueles eventos onde adultos e graúdos se misturam muito bem. Não há igual em Portugal....

terça-feira

Para amanhã, 17 Outubro

"Se estás em Lisboa, participa no Requiem à Pobreza, dia 17 de Outubro, em frente à Assembleia da República, 17h00. O Requiem é uma iniciativa internacional a que Portugal aderiu sob a organização em parceira com a Pobreza Zero e o Coro Vox Laci. Dá ao maior número possível de pessoas a oportunidade de elevar as suas vozes para fazer tanto uma declaração artística como política e assim apoiar a luta contra a pobreza global. São já 200 os coralistas inscritos e tu podes juntar-te a cantar ou apoiar, assistindo. Mais em www.voxlaci.com"

E já agora atentem aqui :
854 milhões de pessoas sofrem de fome crónica

domingo

O dia do senhor...










JONATHAN RHYS MEYERS
Para ver todas as noites de segunda a sexta-feira, no canal 1 da RTP na série "Tudor's" encarnando o papel do louco Henrique VIII.

sábado

“Lucky não”

Estar aqui, nesta casa sem ele, é como se fosse um desafio. É o princípio de uma vida nova. Uma vida um pouco mais vazia. E é por isso que a casa já não faz sentido. Abro a porta devagar para que ele não ladre e acorde a miúda. Olho para a taça com pouca água. Esqueci-me de a tirar… Uma sensação estranha e constante de que falta qualquer coisa. Não oiço os passos atrás de mim. Toda a gente diz que o tempo ajuda. Que nos adaptamos, talvez… mas fica tudo com menos graça. Esta é a pequena e inútil homenagem ao querido Lucky que nos deixou.

quarta-feira

Um congresso na era menezista

Os almoços com os jornalistas já não são com os dirigentes do partido mas com a agência de comunicação que continua a tratar da imagem do líder...

Contra a pena de morte

um dia assim faz todo o sentido.
infelizmente.
10 de outubro

terça-feira

tese+antítese=síntese

Um senhor de nome difícil, treinador de profissão, diz que
"As mulheres são um flagelo para os jogadores de futebol"

Se calhar, a frase aplica-se a muitos outros casos.
E o inverso, também.

domingo

O bom sai bem



























Num supermercado perto de si.

O dia do Senhor






...sem comentários!!!

[alguém sabe quem é?...nome, email, telemóvel, qualquer coisa... agradecida!]

sábado

A diferença entre o homem que bate na mulher todas as semanas e o que lhe dá um soco só de 3 em 3 anos...














A uma semana de mais uma overdose de fé, a revista do DN publica uma entrevista de Pedro Almeida Vieira ao reitor do Santuário de Fátima, monsenhor Luciano Guerra, que nos brinda com pérolas como estas:


Havia vidas desgraçadas quando não existiam divórcios...
Havia e hoje também há. E agora até há mais. No tempo em que não havia divórcios, havia situações bastante dolorosas, mas a pessoa resignava-se. A mulher dizia: calhou-me este homem, não tenho outra possibilidade, vou fazer o que posso. Ao passo que hoje as pessoas querem safar-se de uma situação e caem noutras piores.
Na sua opinião, uma mulher que é agredida pelo marido deve manter o casamento ou divorciar-se?
Depende do grau de agressão.
0 que é isso do grau de agressão?
Há o indivíduo que bate na mulher todas as semanas e há o indivíduo que dá um soco na mulher de três em três anos.
Então reformulo a questão: agressões pontuais justificam um divórcio?
Eu, pelo menos, se estivesse na parte da mulher que tives­se um marido que a amava verdadeiramente no resto do tempo, achava que não. Evidentemente que era um abuso, mas não era um abuso de gravidade suficiente para deixar um homem que a amava.
A questão do aborto é outro dos temas em que a Igreja recebe criticas...
Aí é um caso limite em que não há qualquer hipótese de a Igreja Católica vir a ceder. A Igreja entende que não temos direito sobre um nosso igual. A vida existe porque Deus quer.
Sem comentários.

Viva a República !

Foi comovedor ver ontem Cavaco Silva reconhecer o falhanço continuado das políticas educativas. Se há alguns anos tivesse defendido um novo olhar sobre a Escola, o antigo primeiro-ministro teria poupado muitas linhas presidenciais.

Amuo

Ao escutar o último disco dos Clã - que recomendo - 'descobri' a razão deste blog andar assim, aos solavancos, como que a precisar de um repasto de grupo para espevitar...
A faixa cinco é a minha preferida, definitivamente!

"vejo que estás mais crescida
já dobras a frustração
bates com a porta ao mundo
quando ele te diz não

envolves o teu espaço
na tua membrana ausente
recuas atrás um passo
para depois dar dois em frente

...amuar faz bem...

ficas descalça em casa
a fazer a tua cura
salva por um bom amuo
de fazer má figura

amanhã quando o mundo inteiro
vai perguntar onde foste
e tu dizes apenas
que saiste, viajaste (...)"

segunda-feira

As vidas dos outros


Há muito tempo não via um filme tão bom.

domingo

Gajas_na_net

"acho que este 'tá a ser o melhor ano de sempre: em primeiro o meu comportamento nas aulas mudou de "pekeno rebento rebelde" para um tipo de comportamento a que eu chamo "entre o beto e a menina que cresceu como pessoa"... " - maleka, 11 anos

O Dia do Senhor















Desculpem, estou indecisa.


N.E. Estes senhores eram da candidatura de Menezes

sábado

Está tudo doido (II)






Este senhor era assim

.....................

E agora está assim










Se Luis Felipe Menezes fez isto ao Marco António Costa, imaginem o que poderá fazer ao país...

Está tudo doido (I)

Luis Felipe Menezes ganhou. Nada vai ser como dantes...
Preparados, senhores jornalistas ? A festa vai começar. 1,2,3...

Por que será?

Com tanta foto interessante por que me havia de dar para eleger esta como a mais magnífica das férias?

Talvez pelas histórias que construí sobre ela. Afinal tudo o que amamos não é mais senão a projecção daquilo que queremos amar... Enfim... vidas :)

para uma menina

[1,2,....3!!!]

http://www.youtube.com/watch?v=05Vj6sZokbY

my special child (sinead o'connor)



sexta-feira

Gostosos plágios

Já sei porque me anda a apetecer tanto ler. Porque ando preguiçosa. Assim, como todos os livros plagiam um ou outro dos meus pensamentos, sempre me poupo ao trabalho de os escrever. Compro a catarse já paginada.

pensamento da noite

Todos carregamos a mesma espécie de merda por debaixo de um ventre mais ou menos escultural. Tresandaremos sempre por dentro, por mais que nos perfumemos por fora.

quinta-feira

Bom senso III

Na véspera das eleições no PSD, ELE é a notícia. ELE é o herói. Cá dentro e lá fora. No hemiciclo, foi ver a massa parlamentar, com socialistas no bolo (Manuel Maria Carrilho, José Lello), embevecida, a levantar-se para um cumprimento especial. ELE é o orgulho da nação. Até para Pacheco Pereira.
Um dia Besta, outro dia Bestial. Como dizia alguém na Assembleia da República, esta tarde:"com o PSD como está, Pedro Santana Lopes ainda é apresentado como a reserva mental do partido..."

Bom senso II

O que se passou está aqui.
Santana Lopes, mestre no espectáculo mediático, ex-comentador de futebol, não gostou de estar a falar de coisas sérias para o país na Sic-Notícias e, de repente, ser interrompido para a estação transmitir um directo da chegada de Mourinho a Lisboa que se revelou um vazio informativo. Não havia noticia. Nada para dizer. Apenas para mostrar o homem em Portugal...Santana esperou pelo regresso ao estúdio e, mestre na arte, fez o seu número. Despediu-se em directo e desancou a edição do jornal. E fê-lo muito bem. O problema é que nem sempre é assim. Por não se darem ao respeito, os protagonistas são desrespeitados. Porque ontem o Mourinho vendia mais que o Santana. Se calhar já aconteceu o mesmo a outro entrevistado para uma transmissão em directo de um Santana qualquer. O folclore informativo não perdoa ninguém. "Está tudo doido", disse PSL. Mas o ex-primeiro-ministro só reparou nisso ontem à noite ?

quarta-feira

Taça da Liga de Renda

Uma amiga ouviu esta noite na rádio o seguinte comentário profissional:"sem sentido sexista, parabens ao dr. Hermínio Loureiro porque só para ver estas meninas no intervalo já valeu a pena"...
Os ouvintes terão soltado gargalhadas ruidosas com tanta masculinidade no ar...já agora, haverá sugestões para comentários do género em congressos partidários ? Sem sentido sexista, claro...

Prometo...

...não emprenhar pelos ouvidos construindo modelos a partir APENAS das notícias que oiço/leio.
Depois de uma hora a ler isto, mudei a minha opinião sobre o caso "Esmeralda".

Bom senso

Depois de uma longa conversa com Rui Gomes da Silva no Salão Nobre da Assembleia da República, Pedro Santana Lopes falou com os jornalistas sobre a crise.

Coincidências...

Aparece sempre uma pequena Maddie algures quando aumenta a campanha sobre o alegado rapto.
É curioso que quando a tese da morte em família passou a dominar, não tenha aparecido ninguém - ou notícias sobre... - a dizer que vira a criança loira em tal sítio, um mês antes...

terça-feira

Sentido de Estado

No meio da guerra social-democrata, há quem chame a atenção para as verdadeiras questões nacionais no seu blog. Bem haja, caro quero-estou a pensar-ponham no jornais que é um cargo que não rejeito-eventual-putativo candidato à liderança do grupo parlamentar do PSD !

Coisas que me pôem muito reaccionária

O programa de troca de seringas nas prisões.

domingo

O dia do Senhor




José Mourinho


dominando a semana!!!




[...qual G. Clooney?!]


José, goste-se ou deteste-se o homem, faz mais por Portugal que mil campanhas de promoção institucional deste país à beira-mar plantado. E só ele conseguiu afastar a patologia meddieática das manchetes.

sábado

É no que dá arranjar noiva...

George (Clooney) tinha um dia de folga e aproveitou-o para andar de mota com a 'noiva'. Resultado: espetou-se a grande velocidade, coitadinho...
Toda a notícia, aqui.

sexta-feira

Vitrines

O que distingue estes corpos dos que jazem nas modernas casas fúnebres que, por exemplo, os nossos hermanos tão bem conhecem? Ambos, plásticos vazios, estão expostos por mor dos que observam. Só que uns estão lá porque aguardam pagamento e outros porque, nesta vida, já pagaram tudo o que tinham a pagar.

Nota: A jornalista viajou a Amesterdao a convite dela própria :) O post nao é muito feliz, mas assim saiu, assim fica.

quarta-feira

O novo CPP

Perante a libertação de presos que desde sábado tem enchido os media, sugiro este curto post elucidativo. Já agora, além de atacarem o curtíssimo prazo de 15 dias para a entrada em vigor do novo código (artigo que não recebeu o voto contra de nenhum partido), se calhar era bom que acelerassem um bocadinho a aplicação da justiça de modo a evitarem males maiores...


Vale a pena tambem entender a libertação do violador e assassino do pequeno Daniel, deficiente, de 6 anos. Segundo o Correio da Manhã "Fábio foi preso a 7 de Setembro e, presente ao juiz, recolheu ao Estabelecimento Prisional da PJ. Acabou condenado a 12 anos de cadeia em 13 de Dezembro do ano passado, mas recorreu da decisão ao Supremo Tribunal de Justiça. E enquanto os juízes não apreciam o caso a decisão de Oeiras não transita em julgado. A nova Lei reduziu de 30 para 24 meses o prazo de prisão preventiva para os crimes violentos – e, depois de dois anos preso, no sábado, o Supremo viu-se obrigado a libertar o violador." E a analisar o recurso rapidamente para tomar uma decisão, não se vê obrigado ?

segunda-feira

Finalmente, há alguém que dá pelo jogging e não é jornalista português


A partir de hoje nada será como dantes.
Na sala oval Bush falou na corridinha de nosso Primeiro :" And so, Mr. Prime Minister, you're welcome here any time. I appreciate that you're setting such a good example for people in your own country and around the world by being an avid exerciser at the ripe old age of 50. And you're welcome to come to the Oval Office again."

Repetir um erro uma vez é parvoíce, duas é estupidez, cem é... ISCSP!

No ISCSP, há um mês estava estipulado que as inscrições dos "reincidentes" decorreriam entre amanhã e quinta. Hoje, assim que pronunciei a palavra "reingresso", a senhora da secretaria disse-me logo "oh, isso só lá para o fim da semana ou para a outra..." Por acaso até me dá um jeitaço que assim seja, mas... Como é que é que é possível um instituto que existe há 100 anos (!) ainda não se consiga organizar?

domingo

O dia do Senhor [regresso]

Dalai Lama

Não tem 'glamour', não é sexy, mas é muito sorridente, sábio, simpático e, acredito, sincero.

Esta tarde, teve milhares de mulheres e muito menos homens a ouvi-lo falar de coisas simples e apenas com bom-senso.

Oxalá não tenha sido escutado em vão.

De manhã, pelo que disse, participou pela primeira vez num encontro inter-religioso (o budismo não é teísta) realizado numa mesquita. Uma estreia para ele, e justamente em Lisboa.

sábado

Angela



Os defensores da realpolitik dirão que ela pode fazê-lo...mas, acrescento eu, podia não o fazer.

Angela Merkel vai receber Dalai Lama. Há mulheres assim. Têm aquilo que falta a alguns homens...por isso, já fez frente a Vladimir Putin. Agora, a China.

quarta-feira

Ora toma !

De riso contagiante, Dalai Lama (ou o senhor Dalai Lama, segundo Montalvão Machado do PSD) desvalorizou a recusa do governo de José Sócrates em recebê-lo. "No problem...o objectivo da visita é a promoção dos valores humanos e da harmonia religiosa e nesses campos os governos podem fazer muito pouco...Os media podem fazer muito mais".

domingo

Diplomacias

O governo britânico (duas declarações pelo menos) já falou hoje sobre os McCann regressados a casa.
Pergunto: e o governo português, nada tem a dizer sobre a saída de Estado dos dois arguidos ?
E o silêncio da PJ, não devia ter sido já quebrado perante o enxovalho de que está a ser alvo ?
O desaparecimento de Madeleine é um caso de justiça ou de política ? Sobre isto cada vez mais parece haver menos dúvidas...

sexta-feira

A gafe bloquista

Talvez o Pedro Sales tenha uma explicação mas uma nota de agenda enviada esta tarde por sms anunciava que a Mesa Nacional do Bloco de Esquerda reunia amanhã "para rectificar acordo autárquico de Lisboa". Logo a seguir surgia outro sms para rectificar o anterior :"o ponto sobre o acordo autárquico é para o ratificar e não para rectificar, como estava escrito por engano"... Um engano que certamente agradaria a alguns...

terça-feira

Escutai !

Depois do jornalismo sentado,do jornalismo sem perguntas, do jornalismo pé de microfone, João Pedro Henriques lembra-nos o jornalismo distraído /adormecido. Dá trabalho andar acordado. De olhos abertos. Tentemos, pois. Pode ser um mandamento para o novo ano lectivo.

Vem isto a propósito da proibição da publicação das escutas telefónicas sem consentimento dos visados. Só escrever isto, dá vontade de rir, "sem consentimento dos visados". Não se pense em vingança. Claro que não. Trata-se apenas de uma forma de manter os jornais livres de linguagem imprópria para o bom povo, garantindo a decência e a boa-educação: acabar, por exemplo, com a referência insistente a "filhos da puta" tantas vezes empregue em conversas privadas sobre assuntos de interesse público.

Não há nada melhor que olhar de fora e...






* durante um mês, perceber como há quem viva sem notícias da política nos restantes onze meses do ano.

* questionar o destinatário das notícias










* confirmar que a culpa é do ovo e da galinha, ou seja, da política e do jornalismo político

* discutir novas formas de cobertura da actualidade política

segunda-feira

Voltaremos dentro de momentos















(consegui...)

Post completamente diferente do que era para ser

Pronto, acabou-se.
(Estou a tentar meter fotografias mas não consigo. E entrar aqui...já nem me lembrava do username nem do resto...

Insisto em carregar no "adicionar imagem" mas nada. Espero que a próxima tentativa corra melhor.)

Meninas, já cá estamos duas, não é ? Luisa, assinas pela Escola porque tambem deixaste ficar a tua password algures no mar ?

(continuo a carregar no "adicionar imagem" mas a máquina não responde)
Começa bem isto. Bolas !!!

sábado

Happy birthday


Estas somos nós, animadas com o teu aniversário, Susana!

E à espera que as férias acabem e marques o dia para a comemoração...
(entretanto, entretem-te com a musiquinha ali ao lado, baby...)

sexta-feira

terça-feira

Posso propor? [3]

Com a saída de Paulo Macedo de D.G. de Impostos, por que não nomear o sr. André Gomes, comandante da Polícia Municipal de Lisboa, para "tratar" dos contribuintes do país todo?(obviamente não dos putativos contribuintes que, esses, como se sabe, continuam país afora, fora do sistema).
É que, só num mês, a caça à multa em algumas vias de Lisboa, já rendeu três milhões e oitocentos mil euros...
Há lá maior eficiência que esta?!

Já agora, estou 100% de acordo com o presidente da Câmara de Lisboa que defende, acima de tudo, a segurança embora se mostre disposto a avaliar a petição em marcha. É, aliás, disso - da segurança pública - que me lembro sempre que, como utente da Carris ou simples transeunte, vejo os carros de governantes, corpo diplomático, polícia e ilustres visitantes a atravessarem Lisboa em velocidade que nenhum 'utilitário' atinge...

segunda-feira

Posso propor? [2]

Ao novo governo de Lisboa, à Câmara Municipal e ao novo presidente, uma auditoria ao funcionamento e processos da EMEL? Pelos bloqueios de carros mal estacionmados e pelas multas ultra-ridículas face a certos estacionamentos, mas sobretudo pelo excesso de zelo. Não bastaria ser justo e ter sentido prático?

Como se explica que por um atraso de quatro minutos (10h04) para lá da hora estipulada para 'cargas e descargas' (07h-10h) um lisboeta não possa entrar no Bairro Alto apenas para entregar a um residente amigo, ambos perfeitamente identificados, um berço de bebé, isto numa calma e despovoada manhã de uma segunda-feira de Agosto?
Uma hora depois, um camião de cerveja, esse sim em função de cargas e descargas, pôde passear-se pelas ruas do Bairro sem-cerimônia e com toda a compreensão dos porteiros camuflados ao serviço da EMEL.

PS - Serão os administradores da EMEL tratados como qualquer cidadão? E os funcionários da EMEL não são, de todo, permeáveis a 'manteiga'? (Estas e outras dúvidas seguem também para o executivo camarário).

Posso propor? [1]

À Brisa e às outras concessionárias, como a Euroscut, Autoestradas do Atlântico etc, publico-ou-privadas, que exploram auto-estradas que os utilizadores pagam,... sugiro um pouco mais de decência!
Basta que 'ajustem' o preço das portagens aos cortes de qualidade e interrupções com que surpreendem regularmente os automobilistas, obrigados a pagar "portagem integral" mesmo quando ficam com boa parte do trajecto afectado.

Em alternativa, o próprio MOPTC não poderia 'sensibiliza-las' nessa regra de elementar bom-senso?

domingo

A arte de fazer nascer bem em Portugal




Finalmente uma boa decisão do Governo: não encerrar a Maternidade Alfredo da Costa. Sempre acreditei no bom funcionamento do Serviço Nacional de Saúde, a experiência de dar à luz na Mac foi apenas mais uma prova de que o serviço público funciona bem em Portugal. Que a minha experiência sirva para acabar com as histórias de terror que se contam. Preconceito número um: os médicos e as enfermeiras da Alfredo da Costa são brutos. No meu caso não podiam ter sido mais cuidadosos competentes e carinhosos no momento mais importante da minha vida. Preconceito número dois: para ter um filho é preciso sofrer. A epidural faz milagres quando dada no momento certo e dar à luz pode não doer como foi o meu caso. Preconceito número três: depois de ter a bebé ficamos entregamos a nós próprias. Na enfermaria em que fiquei tive sempre a atenção das enfermeiras 24 horas por dia.
Como diz António Arnaut, fundador do Serviço Nacional de Saúde,"o SNS é património insubstituível do povo e é dos melhores do mundo.

sábado

Faltas à escola

É só para anunciar que há gente de férias. Para bem da nação !

quinta-feira

pergunta-sugestão

Quando é que os editores começam a identificar aqueles opinadores que ninguém sabe quem são, nem o que fazem? E já agora, mesmo aqueles que (quase) todos conhecem.

Desculpem lá a redundância...

... mas se toda a gente já falou dessa manchete, nós aqui também podemos comentar - até porque é preciso fazer uma 'certa despesa de conversa' (nem-que-seja-a-falar-com-paredes) para aguentar este blog.

Adiante pois. Saramago, senhor de quem já ouvi dizer coisas belíssimas e acertadíssimas..., profetiza agora uma integração de Portugal em Espanha. Fosse outro qualquer a dizê-lo e seria um chorrilho de disparates, uma polémica-de-trazer-por-casa, sei lá que mais. Mas Saramago é consagrado escritor, Nobel mesmo! E comunista, ao que sabemos. (E nem vale a pena falar do que se conta de Saramago nas direcções editoriais do PREC...)

Só me ocorre perguntar:
Mas pode uma república integrar-se numa monarquia?
E pode um comunista fazer o apanágio de uma monarquia?
Expliquem-me, por favor, como se eu fosse uma franquista convicta.
(Mais tarde ou mais cedo seremos todos uns... federados. E bem sei que Afonso Henriques nunca devia ter batido na mãe... Mas pode o relógio da história recuar tanto?)

[PS, pois... não tem nada a ver com o post, mas acabaram de lavar a minha rua, que é enorme, e à mangueirada; será prenúncio de limpeza na Câmara de Lisboa? ou foi só o 'banho anual'? De qualquer forma, pude ver que as bocas de incêndio têm mesmo água. E funcionam!]

segunda-feira

Afinal... ganhou a direita

Diz-se que a direita sofreu a grande derrota de sempre em Lisboa. Mas eu acho que nem por isso. A esquerda (socialista) é que está cada vez mais à direita. O que não é nem bom, nem mau. É como é.

domingo

Das primeiras projecções

...sobre as intercalares para a Câmara de Lisboa, gostei de quase tudo.
Previsível a vitória de António Costa. Não entendo como Carmona 'consegue' o segundo lugar!... Acho muito bem feito que Telmo Correia não seja eleito. E tamanha abstenção (70%?)pode levar-nos a pensar que, se calhar, não vale a pena haver tantas eleições...

(E sim, embora equivocada no prenúncio de que esta seria uma 'batalha' de candidatas, sempre avançou a que tem mais independência e... lá votei. )

quinta-feira

Até parece que não se passa nada!

...mas passa
Há eleições intercalares para a desgovernada Câmara de Lisboa - cidade com pouco mais de meio milhão... - no próximo domingo. Há uma dúzia de candidatos com suas listas.
Por mim, espero as últimas sondagens para me decidir. Acreditando que um voto, todo o voto, tenha alguma utilidade...
Viva Lisboa!

segunda-feira

O dia em que L voltou a ser pequenina

Pela força, pela coragem, pela solidariedade... Parabéns à Luísa, a nossa mestre, neste dia em que voltou a ser pequenina.

sexta-feira

little annie

a pequena ana é o meu novo amorzinho.
e este, além de ser um post completamente piegas - mesmo babado - é um 'dois em um'.

recomendo vivamente o "songs from the coal mine canary" da little annie - que nunca me canso de ouvir e descobri por acaso... e

envio virtualmente os meus parabéns pela sua primeira semana, entre nós, à pequena ana... que a vida lhe sorria na proporção da doçura e da determinação que vão fazer a sua personalidade. e, já agora, que seja menos workaoolic que a mamã dela, ainda que seja tão corajosa e linda como ela... beijos às duas!

Lisboa não é um jardim

O PS está zangado com a CNE porque esta não lançou até agora nenhuma campanha de apelo cívico à participação eleitoral nas intercalares de Lisboa. No argumentário socialista surge a comparação com a Madeira: numa terra com 200 mil eleitores a CNE tentou mobilizar o povo, em Lisboa, com quase o triplo, nada. Não percebo porquê. Sócrates tambem não foi à Madeira e já apareceu em Lisboa...

quinta-feira

Erros by the book

Para descalçar a bota da troca de siglas, os marketers de Fernando Negrão para a candidatura à CML mandaram-no (perdão sugeriram, que ali quem manda é o próprio) posar para um novo cartaz em que diz qualquer coisa como "vote nesta sigla (PSD) que é a que vai pôr as outras em ordem". Ora, isto para uma pessoa que confessou ter problemas com siglas, não inspira lá muita confiança. Os livros de marketing dizem que um erro pode ser uma excelente oportunidade de comunicação, se bem aproveitado (como as reclamações bem geridas). Mas, o problema é que não basta estudar a lição. Há coisas que, ou se é e sabe, ou não. E quando é encenado, fica sempre um rabo de fora. Não convence.


NOTA: Procurei no google imagens do dito novo cartaz, mas não encontrei, e o site oficial do candidato está demasiado evoluído para o meu computador poder abrir certas imagens - mais um sinal de distanciamento entre os políticos (que acham que o choque tecnológico nos trouxe a todos produtos de ponta) e a realidade. À falta de melhor, fica o velho.

Há clichés e clichés

"O leitor não é estúpido!" – Pois não, por isso mesmo tem mais que fazer que ler as estuchas que preguiçosamente lhes queremos impigir sob esta desadequada máxima. (mau cliché)

"Enquanto há vida, há esperança." (bom cliché)

cenas de gaja

Por que é que ninguém comentou isto comigo?
Mães, avós, irmãs, tias, madrinhas, amigas e todas as mulheres influentes nas futuras mulheres deste mundo: partilhem com as vossas miúdas a maravilha que é usar unhas pintadas de vermelho. É experimentar para crer. Não há homem (nem gay, e muito menos metro) que possa entender isto. Ma-ra-vi-lho-so!

Saudades















O Guincho aqui tão perto e eu sem tempo para lá ir!

Controlo remoto TV

Hoje é um daqueles dias em que me apetecia fazer tudo menos o que estou a fazer.Há muito tempo que não tinha este sentimento, embora me seja familiar. Não me apetecia ter de falar de coisas estúpidas, de reagir a provocações. Há dias assim como o de hoje em que me sinto verdadeiramente desiludida com os que me rodeiam e também comigo própria. Penso: já devia ter dado o salto e ainda não dei por, na verdade, ainda não saber muito bem se este é o momento certo. Se é que haverá momento certo para alguma coisa... Estou assim sem sabor. Sem energia para me rir com as pequenas coisas que sempre me fizeram dar uma gargalhada inesperada. Faço o que me mandam qual controlo remoto da TV. Estou na fase "boc, boc" (peixe a fazer aquele som com a boca aberta dentro do aquário). Apetecia-me agora não ter de fazer contas à vida e agir por puro instinto.

quarta-feira

Correia de Campos resguardou-se e, nos últimos dias, tem estado ausente das notícias. Mas deixou uma digna representante que não lhe fica atrás nas tiradas. Oiçam aqui a declaração de Carmen Pignatelli, a secretária de estado, sobre a liberdade de expressão. Magnífica !

domingo

Hoje é dia do senhor








Em homenagem à nossa X acabadinha de nascer, um jovem...David Fonseca, musico, português