quarta-feira

Ver o sol aos quadradinhos

José António Saraiva, o director do novo semanário SOL, revelava ontem na RTP que o seu jornal vai ter uma secção exclusivamente dedicada a entrevistas a presos. Segundo Saraiva, trata-se de uma ideia completamente original para um jornal como nunca se viu.

Recordo, a propósito, o ponto 9 do Código Deontológico dos Jornalistas. "O jornalista obriga-se, antes de recolher declarações e imagens, a atender às condições de serenidade, liberdade e responsabilidade das pessoas envolvidas".

Excusado será dizer que uma pessoa que está presa não se encontra nas condições acima descritas, logo não se encontra em condições de ser entrevistado. Fica a reflexão para o solarengo director.

3 comentários:

escola de lavores disse...

obrigada, Dina, por me fazeres luz sobre as referências ao sol que tenho lido pela blogosfera... eu estava realmente às escuras, mas já admito que lá para o Verão, "o sol vai nascer para todos nós..."

Anónimo disse...

ideia chocha. genial mesmo era ter uma secção de entrevistas com mortos.

Máquina Zero disse...

Nesse caso, meu caro anónimo, haveria sempre uma grande vantagem: os mortos nunca enviam desmentidos para os jornais.