segunda-feira

Prémio Anthímio de Azevedo

Ribeiro e Castro apresentou-se, no fim do congresso do CDS, como um líder para as quatro estações : "Eu sei que todos os anos há Primavera, todos os anos há Verão, Outono, Inverno e não viro a cara. Eu aspiro, anseio, que cheguemos mais cedo do que tarde à planície em dia de sol. Mas se o caminho fôr montanhoso iremos em frente. Se vier chuva, iremos em frente. Se vier vento ou gelo, iremos em frente. Se vier granizo, iremos em frente. Porque é forte a nossa determinação por Portugal." Não haverá limites para a metáfora política ?

2 comentários:

Anónimo disse...

Cuidado: gelo é uma coisa e granizo outra´? Nesta o Anthmio não tropeçava.

Mak, o Mau disse...

Discursos como esses, de tão formatados pela insustentável vontade de falar muito e dizer pouco leva-os o vento....ficando a nossa esperança de que não voltem...


Ps- Se o vento tb levar o João Almeida, a malta agradece...já desde o liceu que não tinha tanta vontade de dar uns calduços em alguém.