domingo

Filhos de Chernobil


Depois de ler a reportagem sobre eles, na revista do Expresso,... ainda há alguém capaz de defender o nuclear como opção?

7 comentários:

cardeal patriarca disse...

Chernobil não foi nem é o fim do nuclear.

Chernobil foi o estertor do Império soviético que já não tendo capacidade de tomar conta das suas Centrais Nucleares, e após um acidente grave, não informou ou pediu auxílio ao Ocidente, deixando, como sempre os seus filhos, como carne para canhão.

O nuclear, não para fazer energia eléctrica que é somente 25% da energia que o mundo necessita, mas para produzir hidrogénio que fará movimentar motores e tornarmos independentes da energia fóssil à beira do fim, vai estar na ordem do dia - dentro de dias.

Zb disse...

Porque li num jornal que um condutor sob efeito de álcool e em excesso de velocidade tirou a vida a 3 inocentes, vou deixar de andar de carro? Vou pedir ao mundo para eliminar os carros?
O nuclear será uma solução de futuro certamente.
Terá sempre de ser tratado de forma idónea.

susana disse...

O Expresso podia ter pedido uma reacção ao Patrick Monteiro de Barros.

escola de lavores disse...

"Porque li num jornal que um condutor sob efeito de álcool e em excesso de velocidade tirou a vida a 3 inocentes, vou deixar de andar de carro?"
Não sei até que ponto isso lhe foi traumático, ou não dispo~e de meios alternativos. Mas seria razoável não fazer o mesmo: não conduzir sob o efeito do alcóol, nem em excesso de velocidade. Sobretudo porque se tivéssemos esses 'cuidados', eliminava-se a hipótese de sermos vítimas.

Ana disse...

O Patrick Monteiro de Barros defende a criação de uma central nuclear em Portugal, um projecto que sustenta como uma "salvação" para o mercado energético português... Mas por mais argumentos e cálculos que apresente, faz-me imensa confusão olhar com seriedade para essa hipótese. Acho que o meu lado humano consegue ser mais forte que todas as visões económicas do assunto. E se acontecer outro acidente no futuro? E se alguém for negligente nas suas competências?

Ana disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

This is very interesting site... »