segunda-feira

Trabalhos que valem a pena

Excelente conferencia de Adriano Moreira, esta manhã, no Instituto de Defesa Nacional. Apenas algumas passagens :

Sobre o destino dos prisioneiros de Guantanamo: "Estou muito surpreendido com os termos da discussão. Eu julgava que um prisioneiro posto em liberdade não vai transferido de uma prisão para outra. Ele vai para onde achar que quer ir se o aceitarem. Isto é que é o Direito Internacional.(...) Os EUA têm que admitir que a pessoa, no exercicio do direito natural que é andar pelo mundo, vai ao encontro das dificuldades que o Direito Internacional estabelece, e cada Estado tem a capacidade de dizer « o senhor quer refugio politico,pode vir, é uma pessoa aceitável, esse estatuto ser-lhe-á dado. O senhor quer trabalhar ? Temos aqui umas leis de trabalho, vamos ver se lhe são aplicáveis.» Não há aqui violência para ninguém. Nós não podemos contratar com os EUA, olhe mande-nos 10, mande-nos 15, ou 20, não é isso que o governo portugues estáa dizer, espero que não seja isto.

Sobre Obama: "Nós devemos estar preparados para continuar a apoiar a esperança que ele lançou apesar da lentidão com que isso vai marchar... e das transigências com a realidade que ele deve ser obrigado a ter.

Sobre alargamento UE:"Eu recordo que os malucos da Revolução Francesa quando arredondaram o território da França nunca incluiram um território novo sem discutirem se eram capazes de o governar. A Europa não tem feito isso. Tem feito ao contrário (...) A Europa cresce segundo o método de correr-e-pensar por esta ordem. Primeiro corre e depois pensa."

3 comentários:

Ana disse...

Muito bom mesmo.
Ana

luisa disse...

gostei mt q tenhas partilhado este testemunho. Admiro o percurso humanista do prof adriano moreira, tão cheio d bom senso e sabedoria. Devia ser mais escutado.

madalena disse...

Apesar de um passado comprometido com a ditadura, Adriano Moreira tem uma liberdade de pensamento rara e de tolerância à diferença que falta a muitos intelectuais de esquerda...