sexta-feira

Não só barbeiros ou alfaiates

Há também mecânicos de máquinas de escrever no quadro de pessoal das forças de segurança. Fabuloso ! "Já não há máquinas de escrever, mas ainda há mecânicos de máquinas de escrever", desabafou o ministro da admnistração interna esta tarde no Parlamento.

4 comentários:

escola de lavores disse...

a sério?...não acredito!

susana disse...

Foi o ministro que anunciou "um exemplo ainda mais caricato" (que o do barbeiro e alfaiate) em pleno hemiciclo.

cardeal patriarca disse...

Isto mudou.

Mas não pensem que foi há muito tempo na Função Pública.

O que fazer com os macânicos das máquinas de escrever.

É deles ou de quem a falha de os ter mantido ?

susana disse...

O que me impressiona nisto tudo é de facto pensar como é que é possível termos chegado a este ponto. O laxismo político-partidário que foi alimentando e engordando a máquina do Estado. Como é que foi possível ?