quinta-feira

Flexisegurança

Há coisas de que não podemos falar sem que as vejamos realizadas. O que pode parecer mau pode revelar-se bom, e vice-versa.

Por exemplo, um nascimento de uma criança é, por princípio, uma benção, mas quantas vezes se revela um pesadelo para a humanidade? (Alguém deseja o nascimento de um novo Hitler, esse doce nado-vivo que veio ao mundo em Abril de 1889?)

Das poucas garantias que há é que este país tem de dar a volta. E não há voltas que beneficiem tudo e todos. Por que não flexisegurança?

1 comentário:

marques disse...

Boa Tarde!

Sou aluno de comunicação social, do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Encontro-me a fazer um trabalho final de curso, sobre blogues de jornalistas.

Há mais de dois meses, enviei para o mail do vosso blogue um questionário, que necessito que o(s) colaborador(es) do blogue respondam. Mas ninguém respondeu

Preciso da vossa ajuda. Preencher o questionário n demora mais de 5 minutos. Sendo vital para a conclusão do meu trabalho.

Por favor, respondam ao questionário, que enviei de novo para o mail do vosso blogue. Vocês são a minha principal fonte de informação, sem a vossa colaboração, deito meses de trabalho para o lixo. Sem a vossa ajuda, não posso concluir o meu trabalho, e acabar o curso.


Por favor, enviem os questionários para este mail:
nuno.gasparmarques@gmail.com

Grato pela sua compreensão e ajuda