sábado

O Sol quando nasce não é para todos

Ao meio-dia, já não havia por aqui nem Sol nem Expresso...espero que tenham tido mais sorte do que eu e estejam a ver-ler-comparar as edições. Depois digam o que acharam. Eu, por enquanto, fico pelas edições online.

3 comentários:

escola de lavores disse...

"O Sol?" - ripostou, a rir, u dono do quiosque, em Lisboa, eram 15horas -"só se for o que está lá fora...".
Diz o cliente: "E (esse)o que é que oferecia?"
"Não oferecia nada", confirma o vendedor.

Sim, o sol esgotou, como o expresso esgotara na semana passada.
claro que o expresso imprimia hoje mais umas dezenas de milhares de exemplares e por isso ainda se vende - mas o Traffic até que parece ser um bom filme...
será que o sol ofuscou o expresso?

Ana disse...

Não nos podemos esquecer que o SOL é novidade e há sempre leitores que compram pela novidade, para conhecerem... há também aqueles que fazem colecção dos primeiros números. E também os outros que, hoje, compram os dois jornais num exercício comparativo...

madalena disse...

Só os consegui ler poque reservei os dois na véspera para não ter surpresas no sábado. A verdade é que ao meio dia quando os fui buscar ao quiosque em Barcelos já esatavam esgotados.
Tanta corrida às bancas para deparar com um jornal sem notícias (Expresso) e um jornal que é muito parecido com o que era o Expresso de há uns meses. Não sei o que vou fazer na próxima semana...Talvez não compre nenhum para a semana... e ainda estou a tentar perceber as diferenças...Mas um novo jornal é sempre uma boa novidade...