sexta-feira

E ao terceiro mês...

O Presidente da República devolveu ao Parlamento a lei da paridade. Cavaco não questiona o processo de aprovação do diploma - como o CDS tinha pedido no momento da votação - levanta sim objecções de carácter político. E ainda não passaram sequer 3 meses....

PS: Será motivo para reeditarmos a discussão sobre as quotas?

4 comentários:

escola de lavores disse...

Sobre o veto do PR à Lei da Paridade, pelo que li sobre os argumentos que utiliza, em http://tsf.sapo.pt/online/portugal/interior.asp?id_artigo=TSF171268

parecem-me muito, muito... fraquinhos.
Ainda se tivesse declarado a inconstitucionalidade do diploma...
Mas, Dina, ambas concordámos que ESTA Lei não era grande coisa...

susana disse...

O que eu gosto é ouvir o PCP a "aplaudir" a decisão de Cavaco..."as razões do PR são válidas", disse Bernardino Soares.

Inês Meneses disse...

Pois, eu também tenho imensa pena - só me faltava isto! - mas tenho mesmo que concordar com Cavaco Silva (suspiro). É bom que a Assembleia da República pense melhor nesta lei. E exactamente pelos motivos invocados pelo PR, não por pormenores processuais. Porque esta lei atenta contra a democracia e liberdade partidária; mas sobretudo, em meu entender, contra a dignidade de qualquer mulher que ocupe um cargo político.

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Lesbianas colegiales Unusual faucets pilates Brother pc fax Natural sport shoe Body building nutritional supplement info nutritional prettier bras Financial planning need In moving pennsylvania rental truck Used car radios houston texas best best breast enlargement pill online Avis rent a car philippines Backpak vacuum cleaners Replace pcv valve on 1999 buick regal Adderall+buy+on+line Gay first time anal Simmex trading corporation Dental insurance plans quotes Southwest car rental san diego Free videos de orgies