quarta-feira

Bons alunos, boas turmas

As turmas da manhã sempre foram as mais certinhas. Os malandros iam para a tarde. É assim há vários anos. O diagnóstico da ministra da educação confirma que a coisa não mudou.
Conheço até uma mãe que, este ano, pôs o filho numa escola pública porque tinha uma amiga na secretaria que lhe garantiu que escolheria uma boa turma para o miúdo. Como eu não tenho amigas na secretaria, continuo a escolher o privado.

4 comentários:

Ana disse...

Bem, que disparate tão grande...
É a lógica da batata. Eu sempre fui aluna da tarde e nunca fui malandra. E conheço muitos colegas da parte da manhã que, de certinhos, não têm nada.

susana disse...

Oh Ana, longe de mil chamar-te malandra...é o problema das generalizações. Devia ter escrito antes que "as turmas da manhã são CONSIDERADAS mais certinhas..." Eu, por exemplo, andei sempre de manhã !!! Mas olha que a história final é concreta e verdadeira...

Marisa disse...

já eu... era malandra e andei várias vezes de manhã :)

Cecília disse...

Esse problema já nem existe. Há muito menos alunos e têm aulas das 8:30h às 16h. Isso, exactamente, como no privado. Com uma diferença - os professores do público são melhores!
E para não haver dúvidas, explico já porquê. Porque a grande maioria não acumula com o privado e os do privado que não acumulam é porque não tiveram lugar no público.