quinta-feira

O estado da oposição

Zé Beto trocou as voltas a Marques Mendes e apresentou-se mesmo como candidato à liderança do PSD. Na direcção do partido havia quem dissesse, durante a tarde, que o militante de Coimbra estava a fazer bluff. Mas, meia hora antes de acabar o prazo, José Alberto Pereira Coelho entrou na sede. Primeiro, foi ao bar. Quinze minutos depois, dirigiu-se à sala do conselho de jurisdição. Esteve lá mais de uma hora 'em amena cavaqueira' (foi ele que o disse). À hora dos telejornais saiu. Não havia directos mas, para a gravação, Zé Beto disse ter entregue mais de 2000 assinaturas.
Marques Mendes parecia pouco tranquilo, ao falar com os jornalistas, depois de ter formalizado a sua candidatura. Afinal, parece que não vai sózinho às primeiras directas. Luis Filipe Menezes não avançou mas mostrou que não está a dormir...
Prognósticos para 5 de Maio ? E, já agora, para 6 ? Ribeiro e Castro ou João Almeida ? Já pensaram como poderá estar a oposição daqui a um mês ? Deus joga aos dados, ou não ?...

4 comentários:

Anónimo disse...

E o governo, como estará daqui a um ano?

cardeal patriarca disse...

O Conselho de Jurisdição do PSD invalidou esta quinta-feira a candidatura de José Alberto Pereira Coelho à liderança do PSD, dando ao militante social-democrata um prazo de dois dias para apresentar o número mínimo de subscritores requerido.
Segundo o presidente do Conselho de Jurisdição, Guilherme Silva, das 1899 assinaturas apresentadas pelo candidato apenas 1165 foram «apuradas como válidas», menos do que as 1500 exigidas pelo regulamento da eleição.
Entre as assinaturas invalidadas contavam-se as de militantes sem quotas em dia, assinaturas duplicadas e até mesmo «dois militantes falecidos que vinham indicados», exemplificou Guilherme Silva.
«Fixou-se um prazo de dois dias para que sejam ultrapassadas estas insuficiências e apresentado um número de subscritores para preencher as 1500 assinaturas necessárias à admissão da candidatura», acrescentou.
Até ao final do dia de sábado, José Alberto Pereira Coelho terá de apresentar as assinaturas válidas em falta, devendo o Conselho de Jurisdição reunir-se novamente na terça-feira para as contabilizar.
O Conselho de Jurisdição validou a candidatura de Marques Mendes às primeiras eleições directas à liderança do PSD, a 5 de Maio, aceitando 2145 dos 2216 subscritores.
As eleições «directas» para o líder do PSD vão decorrer a 5 de Maio e poderão votar cerca de 55.000 militantes do partido, menos de metade dos 120 mil inscritos.

(Ai que 2 dias! Fujam ou também assinam!)

Anónimo disse...

Very nice site! » » »

Anónimo disse...

Keep up the good work » » »