quinta-feira

Chegassem a horas

Paulo Portas foi um dos dois deputados do PP cujo cartão electrónico não funcionou na hora de votar a lei da paridade. Motivo: Portas entrou no hemiciclo já depois do quorum ter sido verificado e a votação ter começado, momento a partir do qual o sistema bloqueia.

Um atraso que não chegou para inibir o antigo líder do CDS. "Chegassem a horas" - guinchava Portas em direcção à bancada socialistas, enquanto o líder parlamentar do PS tentava deseperadamente convencer a posição e o presidente do Parlamento de que os deputados da maioria estavam na sala em número suficiente para aprovar a lei da paridade.

Fica por esclarecer se alguns deputados do PS não andarão a contar o tempo pelo relógio de Portas...

5 comentários:

madalena disse...

Se calhar estavam a tomar café com a Clooney...

fvaz disse...

O Paulinho com o Clooney?

Impossível.

fvaz disse...

O Paulinho não toma café com gente de esquerda.

rps disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Best regards from NY! Search engine optimization lamaca Valtrex new dosage breast feeding nationwide mortgage lender Adderall xr ups Cpi 2004