terça-feira

Monopólio

Paulo Portas acaba de garantir, na SIC Notícias, que durante os sete anos em que presidiu ao PP (e ao CDS e ao CDS/PP)teve gente muito diferente a seu lado mas nunca se sentiu traído. Parece que nesses tempos ainda não tinham liberalizado a traição por aquelas bandas. Havia um regime de monopólio.

5 comentários:

escola de lavores disse...

Sendo coisa de muito pouca importância, chamou-me a atenção
o moleskine que PP tinha na mesa, com as suas notas. Tal como o de José Sócrates na audiência com o PR - que a S. aqui muito bem noticiou via 24 Horas.
Não digo que PP e JS tenham em comum algo mais que o moleskine, não... Mas o eu que penei, sem êxito, para achar uma agenda moleskine para este ano, encontrou finalmente explicação!não sei se reparaste, mas ele fala de 15 em 15 dias...nem à semana, nem ao mês)

dina disse...

Está acertado o calendário. Quanto à ruptura de stocks, não acredito que o Portas tenha culpa. A dele veio com certeza do estrangeiro

susana disse...

Luisa, tambem tu te rendeste aos moleskine ?!!!

escola de lavores disse...

confesso! cai em tentação há dois anos e neste jejuo a agenda moleskine...É uma longa história (a propósito fiz um post no outro blog quando finalmente consegui ultrapassar o período de carência)

candida disse...

eele deve ter um staff de bufos e as bases engolem opiniões divergentes com medo dos gorilas.