sábado

De Espinho com amor....

Larguei o congresso do ps ontem à noite e retomei-o agora mesmo. Nesta ausência de doze horas nasceu um espanto com a indisponibilidade do ps para se coligar à esquerda. Mas o ps nunca se coligou à esquerda (tirando aquela excepção da camara de lisboa que só confirma a regra). Coligou-se com o psd e com o cds. O bloco parece agora ser um adversário temível, terá sido boa ideia alcandorá-lo a inimigo número um? Como dizia um velho camarada de redacção, o que é preciso é que falem de nós.... Louçã ganhou o dia.
PS: então o alegre desta vez não foi? estamos na época da caça? tinha um almoço no porto? a sua falta tem sido muito sentida?

sexta-feira

Banda sonora

Confesso que não resisto a ver, todas as sextas-feiras, aquela espécie de conversa entre moura guedes e pulido valente na tvi. É uma análise política alternativa até na banda sonora que a acompanha. Na semana passada, por exemplo, eram os berbequins a marcar o ritmo da troca de frases. Hoje, as palavras surgiam entrecortadas pelo bater de pratos e talheres, como se algém ali ao lado estivesse a pôr a mesa para o jantar. Isto, para não falar das vozes que inicialmente sussurravam pelo estúdio mas, há medida que o tempo passa, se tornam mais confiantes. Hoje, eram perfeitamente audíveis as indicações dadas a moura guedes. Faltam oito minutos, dizia a voz. Não sei se cumpriu o tempo mas penso que sim. Pelo menos não se transformou em abóbora.

quinta-feira

Guardem a cadeira que ele aparece

Há presenças e ausências que fazem, há muito, parte dos ritos dos congressos partidários. No caso do PSD, é saber se Santana Lopes irá ou não estar presente. No PS, a grande incógnita chama-se Manuel Alegre. Há, pelo menos, dez anos que nos dias que antecedem este conclave sem chave, os jornalistas se afadigam na busca da confirmação da presença, ou não, do poeta. Muito contrariado, cheio de reticências e com aquele ar paternalista de quem é obrigado a fazer mais este favor à pátria, ele lá acaba por ir. Mas lá que os faz sofrer até ao fim, isso faz.

Brincalhões

Leio no Público de hoje que os deputados passam as sessões a enviarem mensagens uns aos outros via Twitter. Comentam, mandam piadolas, insultam-se, um regabofe.... Antes eram as páginas com pornografia, que obrigaram até ao bloqueio de sites dentro do Parlamento. Agora são os papelinhos via electrónica, noticiados como um sinal de modernidade dos nossos parlamentares. A seguir, o quê? A playstation? O parlamento bem podia fazer esse gostinho aos senhores deputados. Afinal, o orçamento da Assembleia da República para a aquisição de bens e serviços em 2009 ronda os 24 milhões de euros, mais 12 por cento do que no ano passado.

Fina distracção

Quando, terça-feira, no Jornal da Noite da SIC vi a peça sobre o acordo CGD-Manuel Fino muito perto das 20h, julguei que tinha perdido a abertura e estava perante uma peça de enquadramento. Explicaram-me mais tarde que não, que a SIC parecia ter acordado no Carnaval para o caso. Mais vale tarde do que nunca. Pelo menos José Sócrates disse ao sair do debate parlamentar desta quarta-feira que só na véspera tinha tomado conhecimento deste caso...

quarta-feira

Beberetes e inaugurações


"Não sou pessoa de comer entre refeições mas eu vejo que há uns pastéis de bacalhau, uns croquetes e uns sumos. Não servem nada luxuoso, numa tenda que é uma coisa simples, acho que se utiliza frequentemente a mesma, vai de um sítio para o outro" , confidenciou Mário Lino à saída do debate parlamentar desta tarde depois de Paulo Rangel, líder parlamentar PSD, ter acusado o governo de esbanjar milhões nas inaugurações de estradas.


As líderes do futuro

Amanhã vem a Portugal um dos maiores gurus em gestão. Para o sueco Kjell Nordstrom, o momento actual é das empresas inovadoras e sedutoras (leia-se, originais) mas - e agora vem a parte interessante - o futuro dos negócios é das mulheres. "Muitas serão as líderes do futuro (...) Hoje, as mulheres já estão em maioria nas universidades, e praticamente em todas as áreas. Ou seja, elas estão a conseguir uma boa formação e, quando saírem do mercado, vão claramente dominar".

terça-feira

Puritanismo, a quanto obrigas...

«O Comando da PSP de Braga justifica a apreensão dos livros com uma pintura do francês Gustave Courbet (de um nu feminino) com o “perigo de alteração da ordem pública” que a exposição pública da obra estava a provocar. A polícia adianta que a confiscação dos livros não ficou a dever-se à violação de “qualquer norma do código penal”, mas às queixas dos pais de várias crianças que visitaram a feira do livro na cidade.“Tratou-se de uma medida cautelar para evitar uma alteração da ordem pública e o cometimento de outros crimes”, afirmou o segundo-comandante da PSP Henriques Almeida, que diz ter havido “iminência de confrontos físicos” no recinto da feira.»

segunda-feira

Combater a corrupção (?)

A justiça portuguesa deu hoje uma lição de combate a corrupção, com que grande parte do país enche a boca: cinco mil euros de multa para um condenado por corrupção activa por acto lícito é sem dúvida motivo de regozijo...para Domingos Névoa, administrador da Bragaparques.

Inacreditável...(hoje)

PSP apreende livros por considerar pornográfica capa com quadro de Courbet

Courbet, um socialista convicto, ao representar frontalmente as coxas e o sexo de uma mulher, com o quadro "A Origem do Mundo" abalou profundamente o meio artístico, tendo a sua exposição pública sido proibida na época. [1866]

Temos que ter direitos iguais para todos

Foi o único discurso político da noite do Óscares. Aplauso para Sean Penn, vencedor da estatueta para melhor actor. "Para quem viu os sinais de ódio quando entrámos (alusão às manifestações homofóbicas contra o filme Milk), acho que é uma boa altura para quem aprovou o fim da autorização do casamento gay (votação em Novembro na Califórnia) para reflectir e pensar na vergonha que vai causar aos seus netos". Foi mais ou menos isto. Gostei também da vitória arrasadora de "Quem quer ser bilionária" que recomendo. Se alguém já descobriu a banda sonora, por favor diga as coordenadas...

domingo

O Dia do Senhor

É, sem dúvida, um Dia importante para este Senhor. Vai ser ele o anfitrião da Cerimónia dos Óscares. A escolha foi uma surpresa, justificado talvez por ter sido considerado o homem mais sexy do mundo. Vamos ver como se sai.

sexta-feira

Dúvida (2)

Sócrates pagou 47 mil contos por um T2 e toda a gente acha que foi barato. Eu acho caro. Dois quartos e uma sala por 47 mil contos? Mau negócio....

dia do senhor



Chama-se James Franco e aparece no Milk...

E esta, hein?

«Um estudo realizado pelo Vaticano, tendo como base a análise das confissões dos católicos, concluiu que os homens e as mulheres pecam de forma diferente. O pecado mais cometido pelas mulheres é o do orgulho. Já os homens são mais dados à luxúria, sendo que apenas o apetite sexual consegue destronar a gula».

quinta-feira

Nem tudo está na net



Como sublinha a Manuela Pires no Twitter, este encontro em Belém não foi divulgado online...

quarta-feira

E as gajas é que falam de mais




- diz o cardeal D. José Saraiva Martins [video e foto Público]


E tem toda a razão. Os homossexuais reconhecem a existência de homens e de mulheres, como seres humanos. Tanto assim é que costumam orientar-se para os do mesmo género e, no caso de serem crentes, até o entendem como um desígnio de Deus.

Quanto ao mais, 'que atire a primeira pedra quem souber definir o que é normal'.

Suponho que Deus, na sua magnitude, quando mandou que - contra sua própria vontade, ou não se chamaria 'pecado original'! - os seres humanos procriassem (e vê-se no que dá...), jamais supôs que um grupo de homens arvorados em porta-vozes Dele, se furtassem oficialmente ao sexo e ao afecto para a vida toda. Enquanto escasseia neles o comedimento e a reflexão beatífica sobre os males do mundo, destilam sentenças sobre artes e engenhos que alegadamente não experienciam.

Os padres falam, falam, falam... com ou sem conhecimento de causa?



Dúvida

O que é que deu agora aos bispos para passarem a vida nos casinos?

segunda-feira

Cada um com as suas fantasias......

No Prós e Contras, acabo de ouvir um opositor do casamento entre homossexuais questionar-se sobre o eventual modelo de casamento destinado aos bissexuais. Lembrei-me, sabe-se lá porquê, do Diácono Remédios.

Casamentos

Num misto de alguma fraqueza face a certas pressões e de bastante curiosidade, dirigi-me, há vários anos, a uma igreja para saber o que era preciso para baptizar uma criança. Depois de enumerar os documentos, o padre quis saber quem seriam os padrinhos. "Um casal de amigos"."Casados?". "Sim". "Pela igreja?". "Não". "Então não são casados!". Note-se que o dito casal era formado por um homem e uma mulher. Que procriaram. Mesmo assim, aos olhos da igreja, não eram casados. A igreja só reconhece o casamento celebrado no templo. Mesmo que de um lado esteja um homem e do outro uma mulher.

Séculos a exercer qualificação

D. Nuno 'Alvares Pereira vai ser canonizado

Quando só há um na corrida

Os 96,43% de Sócrates nas directas do PS não passaram despercebidos aqui e aqui . De facto, o resultado esmagador do secretário-geral socialista ficou bastante aquém do de Paulo Portas, reeleito em directas em Dezembro com apenas 95,17% dos votos do CDS.

PENSAMENTO DO DIA EM 1867!

"Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado".
Karl Marx, in Das Kapital, 1867
(qualquer semelhança não é mera coincidência)

*Mais de 33 % da população activa do distrito de Aveiro está desempregada ou em precariedade, Nike anuncia 1.400 despedimentos; A Coindu, a maior fábrica têxtil do país, que emprega quase duas mil pessoas anunciou um despedimento colectivo;

Expressamente publicitário

Chegou a vez do Expresso - depois de receber um Público de borla se fizermos compras online, este fim-de-semana, o mais simbólico semanário do país apareceu encapado de Toyota Avensis. O que virá a seguir??

A propósito das noticias da Venezuela...

...lembrei-me de uma viagem atribulada com José Sócrates, no ano passado.






domingo

O carteiro toca sempre com duas cartas iguais

À hora de almoço soubemos pela Lusa que Barak Obama escreveu a Cavaco Silva : "Estou confiante em que poderemos trabalhar em conjunto, nos próximos quatro anos, num espírito de paz e amizade, com vista a edificar um mundo mais seguro. É meu desejo trabalhar com Vossa Excelência nesse esforço e na promoção das boas relações entre os nossos países",

Ao fim da tarde soubemos pela Lusa que Barak Obama escreveu (tambem) a José Sócrates: " Estou confiante em que poderemos trabalhar em conjunto, nos próximos quatro anos, num espírito de paz e amizade, com vista a edificar um mundo mais seguro. É meu desejo trabalhar com Vossa Excelência nesse esforço e na promoção das boas relações entre os nossos países."

Mensagens iguais ?!!! Comparando uma e outra com mais atenção vemos que no texto recebido em Belém , Obama diz ter apreciado "particularmente" a carta de felicitações ao novo presidente dos EUA enviada por Cavaco a 5 de Novembro...

...e no texto recebido em S. Bento, "Obama agradece também as felicitações enviadas por José Sócrates a 05 de Novembro, quando o novo Presidente dos Estados Unidos foi eleito, manifestando-se muito sensibilizado com a missiva que apreciou "particularmente".

Há coisas que, se calhar, era melhor nunca saírem da gaveta...

PS: Para Espanha, Obama telefona

Segue-se alguma coisa ?

Ainda não podem conduzir nem trabalhar ou viajar sem autorização do marido mas o rei acaba de nomear a primeira mulher para o governo da Arábia Saudita.
Norah Al-Faiz terá a pasta da educação feminina.

sexta-feira

A foto do subprime




versão especulativa da legenda: um agente da autoridade tenta exerce-la nos escombros de um banco abandonado raivosamente pelos aforradores em pleno offshore das Caimão, enquanto as entidades supervisoras medem forças com os procuradores num ecrã perto de si...

No hemiciclo

Bernardino Soares, líder parlamentar do PCP, sentado na bancada do PSD a conversar com Pignatelli Queiroz, do PPM.
Os Verdes a cederem tempo a Paulo Portas para o líder do CDS defender os seus projectos de alteração ao código penal.
Tanta convergência desorienta-me...

quinta-feira

E-escola de lavores

Na sequência do post sobre o Magalhães, recebemos um mail de um leitor muito atento e detentor de informação seguríssima que, com a devida autorização, a Escola (de Lavores) reproduz. Para os interessados: até 09.02.2009 havia 930.110 beneficiários inscritos no programa e-escola, foram enviados 622.672 contratos para os beneficiários, 592.309 dos quais já foram fechados. Foram entregues 585.955 portáteis, sendo que 134.303 computadores integravam o programa e-escolinha. Como vêem, falta-nos o filme e a cerimónia ao estilo LPM mas apresentamos os numeros. Em nome da transparência. Quando o(s) computador(es) chegar(em) eu aviso.

Há um blog ali ao lado....

Hoje fui chamada à atenção para o facto de um outro blog ter transcrito um post, meu, escrito há alguns dias. Vejo este blog de vez em quando, como vejo outros. Não conheço os autores e não tenho nada a dizer sobre o facto de terem ido buscar o texto, devidamente identificado e com link para a nossa escola. Tudo correcto.
O único problema daquele blog é que tem uns comentadores muito militantes. Os comentários oscilam entre insultar de forma muitíssimo desagradável a pessoa referida no post, sem que o texto pretenda o insulto ou dê razões para que outros o façam, e insultar-me a mim. Reconheço o direito de insultar. Respeito-o. O que não reconheço nem respeito é que quem insulta (ou comenta, ou elogia, ou opina) não dê a cara. Não há nenhuma razão para esconder a cara. É uma cobardia inaceitável e bem reveladora da total falta de carácter de quem assim procede.

Umas casas decimais apenas...

A propósito das alterações fiscais propostas pelo Governo, o primeiro-ministro deu o seu exemplo pessoal: "Eu, por exemplo, recebo cerca de cinco mil euros por mês e pago 42% de IRS", disse José Sòcrates. Comentando o mesmo pacote de medidas, o antigo ministro das Finanças, Bagão Félix, fez as contas e concluiu que, redistribuindo a folga dos "mais ricos" pelos portugueses, caberiam cerca de cinco cêntimos a cada um...

Violência doméstica mata quatro mulheres por mês.

A manchete do JN de hoje é assustadora. Dos 18.669 crimes denunciados à APAV, em 2008, 16.832 foram de violência doméstica: mais 2.298 do que no ano anterior. 32 mulheres foram assassinadas pelos cônjuges ou ex-companheiros só nos primeiros oito meses de 2008.

*Hoje, a Pioneer anunciou o despedimento de 10 mil trabalhadores, a UBS vai despedir dois mil trabalhadores, o Royal Bank of Soctland antecipa 2300 despedimentos, a General Motors vai despedir 10 mil trabalhadores.

A caminho do Magalhães

Confesso que guardei para memória futura uma declaração do Primeiro-Ministro, feita no ano passado, na inauguração de uma Feira Tecnológica, garantindo que até ao final do primeiro trimestre estariam entregues todos os Magalhães. Dia 31 de Março estarei cá para ver (ou ouvir). Mas quero dizer-vos que finalmente esta semana recebi os papeis da escola para poder pedir o(s) computador(es). Sinto-me uma mãe feliz.

quarta-feira

Painéis solares

( Fonte: Terra Tecnológica)

No contar de espingardas...

Belmiro de Azevedo com Ferreira Leite

Patrão da Jerónimo Martins classifica políticas de Sócrates como “demagógicas” e “intoleráveis”

Bispos querem voto contra quem defende casamento homossexual. José Sócrates já anunciou a discussão da medida

Sócrates está com um problema... e não se chama Freeport

Pergunta estúpida e inútil

Numa conferência, ontem à noite, organizada pelo Inatel, Mário Soares falou dos jornalistas: "De uma maneira geral há excelentes jornalistas conscientes, alguns deles estão já na prateleira, infelizmente, mas há muitos jovens jornalistas que vêm com uma pergunta estúpida e inútil para depois daí tirarem ilações e arranjarem sarilhos e intrigas porque só vivem disso... do convencimento de que é preciso ganhar dinheiro com esta coisa que faz vender mais os jornais e chama mais a atenção das pessoas, se o fulano disse aquilo do sicrano e não sei quê. Isso é o que eu chamo de politiquice." Há de facto muita pergunta estúpida por aí mas quantas não são encomendadas por jornalistas seniores que não saem das redacções e mandam avançar os jovens jornalistas ?

terça-feira

SCOOP


José António Cerejo, jornalista do Público, quer ser assistente no processo Freeport. José António Cerejo quer, portanto, auxiliar o Ministério Público neste processo. É um direito que lhe assiste. Fico, no entanto, curiosa de ver o que fará o jornalista com a informação a que tiver acesso através da sua condição de assistente. Vai escrever artigos? Vai passar a informação a um colega que escreva os artigos? Se calhar não vai fazer nada disto, não sei. A verdade é que, a partir de agora, sempre que o Público escrever o que quer que seja sobre o processo Freeport, lá vai surgir a dúvida.

Vergonhas do Ocidente

O jornal El País escreve sobre os 85 anos de Robert Mugabe e a escandalosamente faustosa festa de aniversário do Presidente do Zimbabué. O MNE de França diz, a propósito, que o Zimbabué é o fracasso mais absoluto da Europa. É bem capaz de ser...
Como Timor-Leste é hoje um fracasso vergonhoso de Portugal e da ONU - é a única conclusão realista depois de ler o artigo de opinião "Filhas perdidas de Timor", na edição de hoje do Público (sem link).

Recomendo




Pela banda sonora, pela cor, pelo enredo , pelo ritmo alucinante, pela denúncia do horror a que são sujeitas as crianças na Índia, pelo final, por tudo. Recomendo o filme Slumdog Millionaire.

*Nissam anuncia que vai despedir 20 mil trabalhadores em todo o mundo.

Citação

Atenção fomos citadas novamente na secção de blogs do Público.

segunda-feira

Onde isto vai parar


Baralhar e tornar a dar

As alterações à política fiscal dominam os relatos da apresentação da moção de José Sócrates no Porto. Mas já tinham sido noticia na apresentação em Lisboa...O secretário-geral do PS, em digressão, sem novidades, vai garantindo noticias frescas como se cada sessão fosse a primeira. Ele faz apenas o seu trabalho, claro.

sábado

sexta-feira

Só lhe falta ir à bruxa

Já tem o caso freeport, fábricas a fecharem todos os dias, uma crise a bater forte e feio, metade dos socialistas a dizerem mal do governo e do primeiro-ministro e mesmo assim, ferreira leite continua a descer nas sondagens. Segundo a sondagem Renascença/SIC, o PSD caiu 1% e a líder agrava em 3,9% o saldo de opiniões negativas. O PS também desce, mas menos. Sócrates perde popularidade, mas continua positivo. É mais uma crise que ninguém sabe como resolver.

Hoje, lembrei-me desta foto



(foto da capa do DN de 24.Agosto.2008)

quinta-feira

E falam, falam, falam...

Basílio Horta*: "Não sabemos o que havemos de fazer mais. É uma crise gravíssima, quase como um abalo de terra, que está a gerar uma angústia profunda. A crise é tão grave que é quase uma emergência", sendo necessário uma "solidariedade nacional" e um "consenso nacional"(...) "Agora é a época das ideias, dos projectos, da política".

Agir? naãããooo...

*presidente da Agência Portuguesa para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

Malhação

Há quem prefira malhar nos ginásios.
Augusto Santos Silva diz que gosta de malhar na direita.

Os perigos de um "exclusivo"

Coisas que podem acontecer quando damos por nós sozinhas numa conferência de imprensa:

*ter o protagonista a perguntar-nos se "as conferências de imprensa começam a horas ?"
*ter um assessor a dizer-nos "esperamos mais um bocadinho. Há transito e é difícil estacionar nesta zona."
*mesmo não querendo, ter de perguntar qualquer coisa para não decepcionar o protagonista
*obter uma resposta mais longa que a declaração inicial (remédio santo para não perguntar mais nada)
*ver o protagonista levantar-se e atender o telemóvel quando outro protagonista (secundário) está a falar
*ouvir os amigos do protagonista que tambem apareceram e querem dar a sua opinião na conferencia de imprensa.

É como Freeport sem t

Ana Gomes sugere a José Sócrates a medida-Obama para limitar os salários dos responsáveis das instituições financeiras. Mas a eurodeputada socialista, se quer mesmo que a coisa avance, devia defender o contrário. Porque, no governo PS, só o seu nome causa um ligeiro aborrecimento. O que aqui conta Daniel Rosário é a prova disso.

quarta-feira

De Inglaterra para o Freeport

Inaugura este fim-de-semana. Promete um dragão, uma quimera, uma fénix, um extraterrestre e um abominável homem das neves. Todos vindos directamente de Inglaterra. São os Mitos e Monstros, no Freeport.

Lisboa esburacada

António Costa chegou à Câmara de Lisboa e encontrou um monumental buraco [financeiro]. Agora, graças às impiedosas chuvas deste Inverno, o presidente da Câmara Municipal deixa à cidade uma série de buracos. São verdadeiros precípicios para o trânsito automóvel, distribuidos em cabra-cega pelas ruas e avenidas. É da chuva, eu sei. Mas talvez seja da responsabilidade de António Costa estancar essas crateras. A menos que, ele próprio, esteja à espera de cair.

Mais 10 mil, menos 10 mil...

Também em comissão parlamentar (e também a requerimento do CDS) esteve a Milu. Encostada à parede da esquerda à direita, para explicar como e por quem tinha sido feito o famoso estudo que-era-da-OCDE-mas-afinal-não-era, bom mesmo foi quando se virou para a mesa e disse qualquer coisa como: "Não tenho aqui preciso quanto custou o estudo, depois o senhor secretário de estado logo o precisará, mas foram cerca de 40 ou 50 mil euros...". Coisa pouca, portanto. Para vir um grupinho de senhores ("reputados especialistas internacionais") durante oito dias, numa amostra de seis autarquias (onde cinco eram do PS contra uma independente), concluir que as nossas escolas são bestiais e o Governo está em grande. Palmas para eles.

terça-feira

Quem anda à chuva molha-se

Pinto Ribeiro, o ministro da cultura, passou a tarde numa comissão parlamentar em ambiente crispado com Teresa Caeiro. Começou por arrasar um requerimento apresentado pelo CDS que pedia a ida do ministro à AR. Um requerimento que, segundo o ministro "reage a foguetes por precipitação, por desconhecimento, por ignorância." Teresa Caeiro contra-atacou: "Não posso aceitar apreciações e adjectivos a um requerimento que foi apresentado por uma deputada eleita e depois foi aprovado por uma comissão por unanimidade. E há uma diferença sr.ministro: todos nós fomos eleitos. O sr.ministro foi nomeado" Ups !!! Foi o momento da tarde.

Eluana vai partir


Eluana Englaro está em coma há 17 anos. Nos últimos 10, e perante a evidência de que nunca sairia do estado vegetativo em que se encontra, a família tem batalhado para que Eluana possa seguir o seu caminho.


Esta noite, foi transferida para o hospital que a vai desligar das máquinas que a mantêm fora do túmulo. Berlusconi e seus pares estão em estado de choque. A Igreja Católica indigna-se. Claro que eles, que nunca conheceram Eluana, gostam mais dela do que a família e os amigos. Respeitam-na, conhecem-na, têm saudades dos 20 anos que partilharam com ela. Eles, muito mais do que a família, desejam mais do que tudo que ela recupere, que aconteça um milagre, que ela regresse à vida. Sinceramente... Haja respeito!




Lei? Qual lei?


O Estado português foi condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, por ter impedido a entrada, em águas portuguesas, do navio Bordiep. O navio trazia a bordo representantes de organizações de defesa da legalização do aborto com os seus argumentos a favor desta alteração da lei. Na altura (2004) o bravo Ministro da Defesa (Paulo Portas) evocou a lei (qual lei?) para mandar um barco de guerra contra as mulheres das ondas. Hoje, o Tribunal Europeu decidiu que Portugal tinha violado o direito à liberdade de expressão. Qual era, afinal, a lei que legitimava o envio do barco de guerra? Era bom que Portas dissesse. Só para ficarmos a saber.

segunda-feira

Jackpot

Apesar das tentativas dos jornalistas à entrada e à saída do Casino Estoril, onde foi entregar o prémio Fernando Namora ao escritor Mário Cláudio, Cavaco Silva não falou sobre o "assunto de Estado". Amanhã, o PR recebe o Procurador-Geral da Republica tendo Belém frisado à Agência Lusa que há muito que a audiência estava prevista. Naturalmente, para falar de assuntos de Estado...

Seria caricato, não fosse já muito triste

Diz o ministro da Economia, a propósito da Quimonda - multinacional em falência que se prepara para despedir , de uma assentada, 1700 trabalhadores, apesar de ter recebido do Estado português umas centenas de milhares de euros… - diz então o ministro, “existem vários interessados [na fábrica], agora…
a)… não sei onde estão
b)… não escondo que a situação é difícil
c)… temos planos para tornar a fábrica num novo projecto PIN/Potencial Interesse Nacional
d)… não sei se me resolvem o problema
e)… , é por estas e por outras que começo a ver a vida do zézito a andar para trás
f)… mesmo com a minha experiência do FMI, e as minhas teses sobre produtividade, não sei como descalço esta bota

Qual foi, afinal, a afirmação do ministro?