quinta-feira

Flexisegurança

Há coisas de que não podemos falar sem que as vejamos realizadas. O que pode parecer mau pode revelar-se bom, e vice-versa.

Por exemplo, um nascimento de uma criança é, por princípio, uma benção, mas quantas vezes se revela um pesadelo para a humanidade? (Alguém deseja o nascimento de um novo Hitler, esse doce nado-vivo que veio ao mundo em Abril de 1889?)

Das poucas garantias que há é que este país tem de dar a volta. E não há voltas que beneficiem tudo e todos. Por que não flexisegurança?

Sempre que disseram que a secretária está desarrumada...

Respondam com este argumento:
"A minha secretária está desarrumada porque tenho sempre algo mais interessante e importante que fazer do que perder tempo com arrumações". Para ler num artigo de LUCY KELLAWAY publicado hoje no Diário Económico

Publicidade real nos blogues

Um estudo recente revela que um terço dos europeus já deixou de comprar um produto por ter lido comentários que lhe eram desfavoráveis em blogues. As empresas deviam estar mais atentas ao que se diz sobre elas em espaços como o queixas.pt ou o blogue cliente intransigente. Talvez este blogue, entre tantos outros, também seja útil.

Tudo é subjectivo, mas são bons indicadores.

Pois é!

"As revistas são hoje, como sempre, uma paixão umbilical, um amigo que você recebe em casa. E por isso têm de ser essenciais para você".
Roberto Civita, do Grupo Abril, em declarações ao DE

Vejam















Um filme que nos fala de sonhos, da complexidade da nossa mente... da imaginação, dos medos. Um filme que nos lembra da importância de sermos iguais e fiéis a nós próprios... sempre.

quarta-feira

A data

Muito antes das oito da noite já corria no Parlamento que o referendo ao aborto seria a 11 de Fevereiro. Não por uma fuga de informação de Belém mas por uma reacção antecipada de Ribeiro e Castro.
Um jornal pediu um comentário ao líder do CDS que, à hora do anúncio de Cavaco Silva, estaria em trânsito para Bruxelas. Ribeiro e Castro fê-lo e mostrou-se tão preciso no texto que até referiu a data do referendo que, nessa altura, era desconhecida da imprensa. Do Caldas ainda foram enviadas mensagens durante a tarde pedindo para se esquecer o texto do presidente do partido mas era tarde demais. Nessa altura já os jornalistas esperavam que a comunicação presidencial confirmasse o dia 11 de Fevereiro. E não é que Cavaco Silva confirmou ?!!!

11 de Fevereiro

O dia 11 de Fevereiro marca a última oportunidade, por muitos e muitos anos, para acabarmos com a possibilidade legal de condenar mulheres que foram obrigadas a abortar. O referendo vai ter lugar a meio do mandato do governo, e todos sabem como estas oportunidades são aproveitadas por quem está descontente - e há sempre tanta gente descontente - para expressar as suas razões de queixa. Razões de queixa contra a segurança social, ou o fim da carreira do seu autocarro de sempre, ou da escola dos filhos, ou do tratamento no centro de saúde, ou..... Só que não é disso que se trata no dia 11 de Fevereiro. A consulta é para mudar a lei, não é para saber se se deve ou não abortar. Perante a possibilidade do "sim" ganhar, os opositores à mudança da lei apostam agora na desmobilização, num resultado sem força vinculativa. 11 de Fevereiro é a última oportunidade de dar uma resposta clara. Seria bom não ficar pelas meias tintas nem usar o voto para outros fins.

Tendência

P'ró que lhes havia de dar...


A TMN quer propagar entre os jovens o "vírus" do Modding, versão tuning para telemóveis. Está a premiar os mais criativos. Ganhou o carrinho à direita. Terá sido pela (pelo menos, aparente) ausência de funcionalidade? "Não perca! Tele-carro. Tão criativo que deixa de ser um telemóvel!".

A moda continua, todos os meses, em www.tmod.tmn.pt. Daaa...

terça-feira

Chuto

A Câmara de Lisboa prepara-se para criar as duas primeiras salas de injecção assistida do país. A lei já há muito que permite as salas de chuto mas, até agora, ninguém teve coragem de avançar. Tal como os que vêem a descriminalização do aborto como um incentivo à interrupção da gravidez, também os opositores das salas de chuto as encaram como locais de incentivo ao consumo de drogas. Como se sem salas com assistência médica, condições sanitárias, um pouco de humanidade, os viciados protestassem contra a falta de condições, deitassem a droga no lixo e fossem para casa. É pena, realmente, que as coisas não sejam assim tão simples.

Em Lisboa

O espaço é bonito, a acústica profissionalmente péssima mas o som parece não contar para a encenação. O anúncio das novas acessibilidades da Grande Lisboa, ontem na Mãe d'Água, terá corrido visualmente bem até porque no palco flutuante só havia lugar para as televisões. Os técnicos não tinham saídas de som para as rádios. Segundo eles "ninguém tinha pedido". E lá foram improvisando nos bastidores, ao lado do voz-off da cerimónia, um cantinho para as rádios que iam chegando...

P.S. Cerimónia que se preze tem filme. Este, ao contrário do que aconteceu aqui, não parou a meio (um ponto para os portugueses...)

Eu de fato de treino, tu de touca

Éramos as duas professoras de Educação Física a trabalhar numa escola ou colégio especializado nisso mesmo, em Educação Física. Os miúdos corriam nos corredores e eu andava vestida de fato de treino. Fui dar contigo dentro da piscina cercada de putos que olhavam para ti à espera das instruções. Era uma aula de natação. Eu contornei a porta de vidro e fiz-te sinal… queria falar contigo depois da aula. Fiquei sem saber qual era a minha especialidade… não me lembro mais do sonho. A desempenhar papéis tão diferentes do nosso dia-a-dia, continuávamos iguaizinhas!
PS- A professora de natação eras tu, Luísa.

domingo

Em Badajoz (2)

É sempre maravilhoso ir a um país mais desenvolvido que o nosso e:
1-não aproveitar nada da declaração inicial do primeiro-ministro anfitrião por problemas técnicos. Nos primeiros minutos da conferência de imprensa final da cimeira luso-espanhola ouvia-se melhor na sala os protestos dos câmaras do que José Luis Zapatero. A inércia dos técnicos de som de Badajoz era aflitiva. Zapatero leu a declaração como tudo estivesse bem percebendo que não estava. Sócrates teve sorte com o seu microfone e correu-lhe tudo bem.
2-O Instituto internacional de nanotecnologia era a cereja tecnológica da cimeira. Portugal até levou um filme para passar na dita conferência de imprensa onde, além de jornalistas, estavam os ministros e outros membros das duas delegações. O filme começou e...crack...parou uns segundos depois. Segunda tentativa...crack, outra vez, no mesmo sítio...(sorrisinhos nervosos). Terceira tentativa...crack...falhou outra vez. Passa a frente. Não houve filme.

O Dia do Senhor




Porque também há beleza na política...




(Dominique de Villepin, Primeiro-Ministro francês)

sábado

Querida Magalhães


Neste dia, que é dos mais tristes da minha vida, fica a imagem daquele que foi dos mais felizes de sempre. Até que os nossos caminhos se cruzem novamente.

Vou ter saudades dos teus poemas,
e de muito mais...

tristeza imensa

nunca estamos prontas para estas notícias.

[d.e.p., c.]

Comer e chorar por mais













Aos Sábados agora é assim! Uma receita partilhada… que tem como única obrigação ser boa… daquelas de comer e chorar por mais (daí esta rubrica semanal ter ganho este nome). Coube-me a mim dar início a uma série de “experiências’” culinárias. Não interessa se é uma sobremesa, um cocktail, carne ou peixe. A única condição é que a receita seja 100% maravilhosa. Mas como nem sempre apetece estar de volta dos tachos também iremos aqui deixar sugestões de sítios onde podemos comer e chorar por mais.
Hoje decidimos começar com…

Cogumelos recheados

O que precisa?
Cogumelos frescos grandes
Presunto aos cubinhos
Coentros frescos
Broa de milho
Cebola + alho
Azeite
Margarina

Os preparativos
Lave os cogumelos (ah, a sério?), tire-lhes os pés e corte-os aos bocadinhos. Corte o presunto aos cubinhos ou tirinhas. Esfarele a broa de milho e pique os coentros.

Como fazer?
Ok: pegue numa frigideira alta e faça um refogado com azeite, cebola e alho. A seguir deite o presunto, os cogumelos e os coentros. Vá mexendo e feche a tampa. Junte a broa de milho e deixe apurar durante alguns minutos. Por fim recheie as copas dos cogumelos e leve-os ao forno num tabuleiro (untado com margarina). Em cima de cada cogumelo poderá pôr uma folhinha de coentros e regue-os com o molho que sobrou do preparado. 10 minutos é o tempo suficiente para estarem no forno.

Em Badajoz (1)

Os jornalistas portugueses são muitas vezes atacados por fazerem perguntas sobre questões nacionais em conferências de imprensa com um convidado estrangeiro. A conferência de imprensa final da cimeira luso-espanhola foi notável nesse aspecto (e noutros). Nem a primeira pergunta dos jornalistas espanhóis incidiu sobre a "cumbre". Atacaram logo Zapatero sobre a ETA e o acordo PSOE-PP para a escolha do presidente da RTVE. E Zapatero respondeu. E até Sócrates falou sobre o terrorismo da ETA.

Hoje não é 'só' mais um dia internacional...


25 de novembro - dia internacional pela eliminação da violência contra as mulheres.

Neste blog fala-se do assunto aqui, aqui, aqui e aqui, aqui ou aqui

sexta-feira

quinta-feira

Queriam, não era ?!!!

Projecto de rei é assim. Convida o povo para a festa e depois não assina nem uma dedicatóriazinha: "hoje é o dia do aniversário da minha mulher. Não posso sacrificar o convívio familiar. Já assinei e datei muitos exemplares. Quem quiser uma dedicatória faça-me chegar o livro mais tarde, por intermédio da Real Associação de Lisboa." (relato de Pedro Correia no DN de hoje).

Renovadores comunistas

A febre da renovação atacou com força o Partido Comunista. O primeiro ensaio foi com Carlos Sousa que, um ano depois de ser eleito, foi "renovado" da Câmara de Setúbal, sem apelo nem agravo. Agora o vírus atacou o grupo parlamentar. Não sei se se pode falar em pandemia, mas pelo menos epidemia é de certeza. Um quarto dos deputados (3) foram hoje contaminados pela febre renovadora. Odete Santos, Abílio Fernandes e Luisa Mesquita. Não estão sequer a meio do mandato. O antigo autarca de Évora é mesmo um estreante nas lides parlamentares, mas mesmo assim Jerónimo acha que são renováveis. Para já, só Luisa Mesquita contestou a decisão do partido. Duvido que consiga resistir durante muito tempo.

Eufemismos democráticos (III)

Durão Barroso faz dois anos à frente da Comissão Europeia. No ano passado terá feito um e no próximo dois! Parabéns, pois, ao Cherne e aos que o seguem em locais até agora inacessíveis...

Eufemismos democráticos (II)

Odete Santos renuncia ao lugar de deputada... Luisa Mesquita decide não renunciar e o PCP retira-lhe confiança política...

Fascinantes eufemismos políticos...

Eufemismos democráticos (I)...

Passeio de descontentamento ou manifestação ilegal?
... a propósito de tanta gente, sobretudo homens, esta tarde no Rossio em Lisboa.

Encantam-me estes eufemismos democráticos...

Sondagem - Natal: religião, tradição ou obrigação?

Há alguns anos que digo para mim própria "é este ano que não brinco". Ainda que o dinheiro e o tempo escasseiem, à última acabo por me entregar às filas comerciais e à catarse da consoada. Mas desta vez estou demasiado exausta para brincadeiras natalícias.

Consta-me que há mais gente por aí a abandonar o rebanho.

Quantos somos?

quarta-feira

Até logo !



Não há nada como marcar para o dia seguinte. Já parecemos gajos !

terça-feira

Imaginem se fossem mais

O CDS começou por alterar a data das suas jornadas parlamentares e esta tarde anunciou o seu adiamento. Alegadamente por dificuldades de agenda. O CDS tem 12 deputados. 12...

(Ao que parece, só depois de finalmente terem acertado entre si, lembraram-se de avisar o presidente do partido...)

Assembleia Municipal de Lisboa, esta tarde


Amadeo de Souza-Cardoso


Uma das vantagens de acompanhar a agenda do Primeiro-Ministro é não ter de passar por isto.

segunda-feira

O curador da cooperação estratégica


Alexandre Melo foi o guia de Cavaco Silva quando o casal presidencial "inaugurou" a exposição de arte contemporânea da Ellipse Foundation. Hoje, esteve com José Sócrates na exposição de Amadeo de Sousa-Cardoso, na Gulbenkian.
Portugal é muito pequenino e o mundo da arte ainda mais.


PS: Foi muito notado o fato cinzento claro que o PM hoje escolheu para sair. Não se sabe se foi influência do tom mas Sócrates foi simpático com os jornalistas. E respondeu às perguntas que nada tinham a ver com a exposição...Certamente a crónica de José António Saraiva terá ajudado...

Negócios da bola

Diz, que diz, que disse, que fez: o empresário Veiga, o jogador Vieira Pinto e o Sporting.
Parece-me que é com casos como este que o futebol perde, em dignidade, para a política...

sábado

Na Europa




A uma semana de eleições, o governo holandês diz que quer proibir o uso da burka. A proposta é da ministra da imigração invocando razões de segurança e de ordem pública.

Rita Verdonk está a abrir (ou a continuar) uma guerra ( se é que os extremistas precisam de pretextos para o combate) que não se sabe como vai acabar. A comunidade muçulmana na Holanda diz que só meia centena de mulheres anda escondida na rua. Os numeros são deles. Os termos, naturalmente, são meus.

É por essa visão que esta proposta me inquieta. Sou totalmente contra a burka, sinal de humilhação das mulheres no espaço público, destapando a sua inferioridade. Se apenas a proibição pode tentar acabar com esta imagem cultural da mulher, então proíba-se ! Mas neste caso parece tratar-se mais de uma bandeira eleitoralista no campo da imigração do que uma matéria de direitos humanos e de género. É pena.

Plano Nacional de Leitura



Qual DN, qual Público, qual Correio da Manhã ! O sucesso da imprensa está aqui e só agora me apercebi disso ao regressar ao comboio. Logo de manhã, vai tudo a ler este jornal. As notícias são curtas, algumas pedem apenas 10 segundos de atenção (há mesmo uma coluna cronometrada) , as informações políticas são resumidas a um parágrafo. É de graça e pode ficar no banco que o passageiro seguinte agradece. A malta não precisa de saber mais nada.

E a quantidade de posts citando o Destak ? Experimentem fazer uma busca no technorati...

sexta-feira

Anorexia mata modelo brasileira


Ana Carolina tinha 21 anos, media 1,74, pesava 40 kgs...

Depois do congresso, o Presidente



Cavaco Silva disse a Maria João Avillez que não tem nada a apontar às reformas (necessárias) do governo. Depois da entrevista do Presidente da República, o que é que sobra para Marques Mendes ?

A tirada da noite sobre a cooperação estratégica silenciosa foi da entrevistadora:"o silêncio é de ouro, senhor Presidente ! Junta-se a fome à vontade de comer..."

quinta-feira

Façam-lhes um desenho

A manifestação dos estudantes do secundário veio contrariar a ideia instalada de que os jovens (detesto esta palavra) só se interessam pelo seu ipod. Descontentes com a forma como são dadas(?) as aulas de substituição, mobilizaram-se por sms e vieram para a rua protestar. Querem - espantem-se! - ter aulas como deve ser.

Até agora, só os professores se tinham insurgido contra estas aulas, não para as melhorar mas para acabar com elas. Porque «não há meios». Para os professores (com excepções, claro) nunca há meios. Está tudo mal, mas mudar seria sempre para pior. Já não se aguenta este corporativismo dos professores que não mudam nem deixam mudar. Em vez de se queixarem, podiam arranjar formas de preparar as aulas de substituição, por exemplo, criando uma espécie de banco de exercícios para cada disciplina?

Os alunos já perceberam que as aulas de substituição podem ser úteis sem forem bem aproveitadas. Agora só falta que os professores percebam também.

Façam-lhe um desenho

Quase acredito que Pedro Santana Lopes ainda não percebeu por que razão foi "despedido". A verdade é que esta noite, na entrevista à RTP, Santana mostrou-se tão estupefacto com a decisão de Jorge Sampaio como no dia da dissolução. O único erro que reconhece é o de ter sido - em seu entender - ingénuo demais, confiante, sempre cheio de boa fé num mundo cruel e conspirativo.
À mesma hora, Cavaco Silva falava na SIC. Escolhi o menino-guerreiro.

Já está !



E agora, quem vai fazer o jantar lá em casa ? E tratar das crianças ? Vá, como é que isto aconteceu ?

Reconheço que o socialismo-por-vezes-populista-por-vezes-conservador de Ségolène Royal me causa, por vezes, algumas dúvidas mas estou sinceramente satisfeita com a sua vitória nas primárias do PS francês.

Os resultados não são ainda oficiais mas tudo indica que terá ganho à primeira volta. É histórico e pode começar a fazer história...

Explosão de criatividade


Deve ser dos vídeos mais vistos nos últimos dias no mundo da publicidade. Pedro Bidarra, director criativo da agência BBDO, fez-se explodir num vídeo caseiro feito à medida da sua imaginação. A filmagem está bem conseguida porque, por momentos, pensamos que se trata de uma filmagem com câmara oculta. Mas não, foi tudo pensado e estudado para sair assim. Quer se goste, quer se deteste, há que admitir que a ideia é, no mínimo, original. E não deixa de ser 100% real porque a publicidade nasce de muitas reuniões, berros e palavrões. Nota positiva para a BBDO que conseguiu com um vídeo estúpido fazer publicidade a si própria.

Ou 'comem' todos ou não há democracia...

O Governo decidiu acabar com a Caixa de Previdência dos Jornalistas - entidade que é rentável, porque bem gerida - alegadamente por um princípio igualitário. Antes que comece o coro de vaias à classe pelo sentimento corporativista, proponho que:

- os ministros em serviço passem a andar de transportes públicos e a comer nas cantinas do Estado ou na tasca da esquina;

- os gestores de empresas de transportes colectivos se façam transportar apenas pelos equipamentos que gerem, se possível nas horas de ponta;

- se acabe imediatamente com as benesses dos militares dos vários ramos das forças armadas e forças militarizadas; passo seguinte: acabar com a tropa em geral;

- os presidentes da RTP, Lusa, hospitais públicos, responsáveis máximos e médios da DGContribuições e Impostos, Inspecções Económica e outras, Polícias várias, e todos os gestores de empresas de capitais públicos, passem a ser tratados apenas em hospitais públicos, eduquem os filhos em escolas públicas do seu bairro de residência (válido também para os filhos do sr. primeiro-ministro), e sejam acompanhados no Centros de Saúde congestionados pela terceira idade, pondo-se na bicha para a consulta...

- o ministro da Ad. Interna António Costa, em particular, da próxima vez que for a um concerto como simples cidadão, mesmo que seja um grupo chamado GNR, não se faça acompanhar por dois seguranças e assessor de imprensa... Pode ser rentável, mas não faz sentido - não é igualitário.

PS- Aceitam-se adendas ao post, que vão para além das benesses de que gozam os deputados da Nação - restaurante, parque de estacionamento, descontos em transportes, etc. - ou às modestíssimas reformas dos políticos. Agradecida,

quarta-feira

O penteadinho



José Veiga deve ser o homem mais penteadinho do país. Onde quer que esteja não há melena perdida. Ontem por instantes, pensei que estivesse a mudar de casa. Graças à TVI vi os sofás do Veiga, os cadeirões do Veiga, os tapetes do Veiga, os plasmas do Veiga. E o Veiga, no estúdio, de sorrisinho e penteadinho, a descansar-nos a alma. Os malandros de um processo que corre lá fora (só podia!) despentearam-lhe a sala mas não lhe levaram a laca.

Lucky pelos ceús















Quando pensava que nada mais podia acontecer hoje eis que se atravessa mesmo ao nível dos meus olhos uma coruja das torres...
Imponente, sobrevoava baixinho em busca de alimento. Eu fiquei muito quietinha (em jeito de poste ou coisa do género) e com um sorriso idiota na cara. Era linda de morrer... com aquelas asas brancas, com aqueles movimentos tão harmoniosos.
Fiquei fascinada até que me apercebi que a coruja estava a voar mesmo por cima do meu cão... um Cooker Spaniel que literalmente pastava no terreno. E aí claro que senti uma enorme vontade de rir ao imaginar a cena. A coruja a atacar o cão e a levá-lo pelos ceús... ele nem sequer se apercebeu, mas ela esteve ali hesitante, tendo feito algumas rasas... foi memorável. Claro que isto tem um encanto especial para mim porque a este cão já aconteram as coisas mais incríveis... e safa-se sempre. Mesmo adoptado - já com o nome Lucky - acho que é mesmo um sortudo.

terça-feira

Da felicidade

Hoje comecei o dia com o sentido de felicidade quase como se a felicidade fosse um sinal obrigatório. Como se ela motivasse cada passo… quando era pequena pensava que seria muito diferente quando fosse mais velha. Hoje (nitidamente mais velha) rio-me do que imaginava… há coisas que nunca mudam. Acho que só agora percebi que há coisas em nós que nunca irão desaparecer… aperfeiçoam-se, transformam-se em certezas. Isto vem a propósito da minha felicidade. Da felicidade que sinto pelas coisas boas que acontecem aos que me rodeiam, sobretudo àqueles que adoro. Por isso, aqui vai um abraço do tamanho do mundo à minha sister que, lá longe, faz pela sua carreira. Sem medos e com uma dedicação enorme.

Finalmente o frio!

Até me custa acreditar, mas hoje está frio. Já tinha saudades!

segunda-feira

A minha versão


Sugiro esta banda sonora para a leitura de "Percepções e Realidade". Eu sei que já a pus aqui uma vez mas não resisto. Um best-seller merece um hit.

Mulheres (do) PS

Helena Roseta tem coragem, um discurso estruturado e indisciplina. Talvez por isso o PS não a suporte e não o esconda. O passado PSD ajuda o partido a justificar-se.
Foi dela, de braço no ar, o único voto contra a moção de José Sócrates. Diz o que pensa, mesmo que não seja politicamente correcta. Assina por estes dias a defesa da democracia participativa (que ouvimos tanto lá fora). Incómoda, não foi convidada para a comissão nacional (era o que faltava ! diz o aparelho) mas passou pelo congresso sem assobios, o que não seria inédito.
Bastonária da Ordem dos Arquitectos, Roseta não fica sem palco.

Por curiosidade deixo-vos o nome das mulheres da comissão nacional de Sócrates * : Edite Estrela, Ana Paula Vitorino, Idália Moniz, Manuela Augusto, Maria de Belém, Maria Carrilho, Elza Pais, Leonor Coutinho, Maria da Luz Rosinha, Maria Antónia Almeida Santos, Maria de Lurdes Ruivo, Custódia Fernandes, Celeste Correia, Rosa Albernaz, Maria do Carmo Antunes, Rosalina Martins, Joana Lima, Maria Amélia Antunes, Marta Rebelo, Maria Helena André, Ana Catarina Mendes, Ana Gomes, Maria Santos, Carla Tavares, Isabel Santos, Maria do Carmo Sequeira, Andreia Cardoso Costa, Isabel Sena Lino, Sónia Fertuzinhos, Fatima Ferreira, Maria José Baptista, Carla Andreia Reis Violante, Glória Araujo, Ana Elisa Costa Santos, Paula Alves, Palmira Maciel, Otília Areal, Jamila Madeira, Helena Terra, Fernanda Ramos, Jesuína Ribeiro, Angela Pinto Correia, Ana Maria Ferreira, Eurídice Pereira, Maria Edite de Sousa, Margarida Gariso, Fernanda Rocha, Maria Augusta Santos, Romana Romão, Anabela Freitas, Isabel Raminhas, Dalila Araújo, Paula Cristina, Maria Armanda Gavião, Luisa Mendonça, Inácia Odete, Carla Madeira, Teresa Pedro, Cristina Vieira, Susana Martins, Manuela Magalhães, Carla Correira, Ema Paula Gonçalo, Alcília Lopes, Horácia Pedrosa, Aldemira Pinho, Marisa Macedo, Luisa Gomes, Luisa Silva, Maria Isabel Galvão, Margarida Moreira, Maria de Lurdes Cunha, Maria da Conceição Casanova, Maria Daniela Silva, Cândida Cavaleiro Madeira, Mafalda Gonçalves, Ana Couto, Lucinda Duarte, Catarina Dias, Magda Ribeiro, Ana Cristina Costa, Julia Rodrigues, Catarina Furtado (outra, claro), Sandra Rodrigues, Sandra Vitorino, Maria João Botelho, Alexandra Esteves Moura.

* por ordem na lista de 251 membros que segue a lógica 'dois homens, uma mulher'

domingo

O silêncio de Sócrates

José Sócrates esteve três dias rodeado de jornalistas e não respondeu a uma pergunta (se alguém teve esse furo, por favor, que o diga). "Agora não, tenho que fazer" (!) justificou-se ontem, à saída do palco, perante uns microfones. Quando perseguido pelas câmaras argumentava: "primeiro, quero falar aos militantes". Depois de o fazer, justificava: "já falei 40 minutos...".
Depois das "conferências de imprensa" sem perguntas temos os congressos sem perguntas ao líder.

Cruzes canhoto!, diz Sócrates...

Se o resultado do referendo ao aborto for contrário à despenalização, mas NÃO FOR VINCULATIVO, o PS acata e deixa tudo na mesma.
Esta a posição oficial do partido de José Sócrates, pelo próprio.
Ora aqui está um político "moderno",... aliás, hiper, mega, ultra, meta-legalista.

(Teme-se o pior...)

O Dia do Senhor
















É quase pecado termo-nos esquecido dele... Mas aqui está Ralph Fiennes. Palavras para quê? Inglês de gema, actor, com um charme que deixa qualquer uma derretida. Vimo-lo mais recentemente no brilhante "O Fiel Jardineiro".

Pergunta do congresso

O Correia de Campos não fala ?

Paridade

Isaura França, militante de Matosinhos, trouxe ao congresso estatísticas internas de 2005 que envergonham o partido da paridade com a baixíssima presença de mulheres. E denunciou uma coisa incrível: que conhece casos em que os candidatos apresentam listas coloridas , cumprindo as quotas, e no dia da posse aparecem com declarações de desistência para as senhoras assinarem...

A prova

A esquerda moderna não pinta filmes políticos com clássicos. O PS pôs o congresso a ouvir "Go West" dos Pet Shop Boys enquanto passava imagens do passado do partido. Digam lá se isto não é um sinal de modernidade...

sábado

O congresso do PS, como (tele)espectadora...

sugere dois apontamentos:

Um, a eficácia do treino de Sócrates ao ler o seu discurso no teleponto, ontem

Outro, a referência de Jaime Gama à presença feminina na bancada socialista... no comments!


Aguardamos ansiosamente as notas - que interessam realmente - da nossa repórter.

sexta-feira

Só para mulheres




A organização das mulheres do PCP tem feito nos últimos anos uma agenda feminina. A de 2007 evoca Clara Zetkin, fundadora do Partido Comunista Alemão que, anos antes, tinha proposto a criação de um Dia Internacional da Mulher.
O ano de 2007 é passado entre citações, poemas, cartazes, imagens que simbolizam o 8 de Março e os direitos sociais.E, perto do fim, uma página que eu, confesso, nunca tinha encontrado numa agenda : um calendário menstrual.

quinta-feira

O poder só pelo poder

Hoje tenho a minha cabeça num alvoroço de ideias que se cruzam. Umas vezes dá-me vontade de rir, outras vontade de chorar. Penso nas pessoas que exercem o poder que têm apenas num exercício de demonstração desse mesmo poder. Não interessa se desempenham bem a sua função ou não. Hoje tenho vontade de desistir... sinto-me uma extraterrestre no planeta Terra. Sinto-me como se fosse a única a defender as minhas opiniões até ao fim, mesmo que o senhor super importante diga "é melhor desta forma". Alguém me explica a razão de tantas pessoas acabarem por se submeter às opiniões dos seus chefes só por serem chefes? Só para parecer bem? Só para não ser desmancha prazeres? Mas afinal em que século vivemos? E o pior é que ninguém está interessado em ouvir outros argumentos, a discutir outras ideias. Não há pachorra!

quarta-feira

Por nós

Algo começou a mudar nos EUA. Esta mulher que o diga. Nancy Pelosi, congressista democrata e feminista, será muito provavelmente a segunda figura do país.
Vai liderar o Congresso norte-americano onde, tudo indica, os democratas poderão agora fazer frente a George W. Bush.

Congratulations!
(Prometem liderar "o mais aberto e o mais ético" parlamento dos EUA)

Agora já só falta o Bush...


A vitória dos democratas nas eleições dos EUA já começa a dar frutos. Rumsfeld foi-se embora. Agora já só falta o Bush...

terça-feira

Rico Rich

Howard Rich e um homem muito rico e nao e so no nome. Vive em Nova Iorque, negocieia (ao que dizem) propriedades e tem um curioso hobby: patrocina referendos. O seu nome surgiu-me pela primeira vez em Portland. Voltou a aparecer agora no Nebraska. Descobri entretanto que e uma constante, desde ha varios anos, um pouco por todo o pais. A proposta e sempre a mesma: limitar o crescimento da despesa publica ao aumento da inflaccao. Howard e rico, mas nao gosta de governos gastadores. Alias, nao gosta de governos, ponto. E e por isso que quer estrangula-los financeiramente. Tanto quanto sei, apenas um estado aprovou, ha alguns anos, esta medida e, entretanto, ja a revogou. Sera que Howard Rich poderia ter seguidores em Portugal? Quem?

Agenda setting

Os americanos - 9 dos 300 milhoes de americanos - estao hoje a ir as urnas. Mesmo sem carregar nas tintas, da para ver que estas sao umas eleicoes importantes. Pela primeira vez nos ultimos 12 anos, os democratas podem recuperar o controlo do Congresso, o que por si so nao lhes da um grande poder de decisar mas chega para marcar a agenda. E as dois anos das presidenciais, a capacidade de marcar a agenda nao e nada de deitar fora. A guerra no Iraque, os impostos e a etica num Congresso marcado ultimamente por escandalos sexuais protagonizados pelos mais conservadores (como e, alias, habito) sao temas que podem favorecer os democratas na disputa presidencial. Veremos que uso fazem desta maioria que se adivinha.

Democracia participativa ?

Dominique Villepin respondeu à democracia participativa de Ségolène Royal com a transmissão televisiva dos conselhos de ministros. A crítica de Jacques Chirac e o segredo da discussão levaram o PM francês a ensaiar um novo modelo. Com seis câmaras de TV no Matignon, um conselho interministerial para falar de questões europeias, dominado pelo apagão de sábado, foi ontem transmitido em directo.
A transparência é uma regra básica da democracia mas não acredito na sua eficácia no processo final de decisão. Não por razões ocultas mas por simples discernimento no momento de decidir . Com câmaras de televisão à frente, os políticos transfiguram-se. Transformam uma reunião em espectáculo. As reuniões das comissões parlamentares, por exemplo, são diferentes conforme o circo (mediático) está montado ou não.
Acredito que um conselho de ministros em directo não passaria de encenação. A verdadeira reunião decorreria mais tarde ao telefone.

A propósito das votações de hoje nos EUA




Suponhámos que estamos em 2008 e as eleições presidenciais norte-americanas oferecem o confronto:
Hillary Clinton/Barack Obama (Democratas)
VS
John McCain/Condolezza Rice (Republicanos)

...quem é que não quereria votar?!

Musicas


Tenho pena de não lhe ter visto os olhos mas, apesar dos meus se terem chegado a fechar por instantes carioca , foi bonita a festa, pá ! Especialmente pela parte final com Chico Buarque a regressar duas vezes ao palco com musicas antigas. Pelo meio esqueceu-se de uma letra (e no silêncio disse simplesmente 'esqueci-me!') e respondeu a um crítico de jornal que escrevera que o concerto era triste ('nós não estamos tristes, é só para não perder o ouvido...').

segunda-feira

O Diabo Veste Prada, Channel, Dolce & Gabanna

Este fim-de-semana fui ao cinema ver "O Diabo veste Prada". Está longe de ser um filme brilhante, mas ainda assim achei graça. Talvez pela sua dose de realismo. Dei por mim a rir baixinho em cenas que ninguém (da plateia) pareceu achar graça. Mas já estou habituada. Há duas cenas marcantes. Uma em que dizem à assistente (interpretada por Anne Hathaway) que terá uma promoção quando a vida pessoal estiver desfeita, quando quase não existir. Outra quando a própria assistente reconhece que a editora da Runway Magazine (interpretada por Meryl Streep) não é o monstro que querem fazer dela, dizendo que se fosse um homem ninguém acharia que ela era terrível. Seria apenas um bom gestor. Estes diálogos adaptam-se tão bem a toda a sociedade! Há também o conceito de fashion, de vida glamorosa que toda (?) a gente quer ter...
Claro que leva-se uma lavagem de moda... vestidos, casacos, malas, sapatos... e sai-se da sala a pensar: "Vou já comprar uns sapatos salto alto agulha!". Parecem tão simples, tão práticos de usar no dia a dia!

Os nossos rapazes

A America e, de facto, um pais em guerra. Estao de parabens os estrategas de W. Bush que conseguiram transformar as raparigas americanas em noivas saudosas do bem amado que combate la fora. As mulheres americanas em maes ansiosas por noticias do Iraque. Os homens americanos em pais orgulhosos "dos nossos rapazes". Nao ha cerimonia publica - da missa ao futebol - que nao comece com um momento de silencio em homeangem aos soldados americanos "que lutam pela liberdade". No futebol, assisti mesmo a uma cena patetica na qual os pais de um jovem morto enquanto combatia o eixo do mal acenavam a multidao via ecran gigante, ao mesmo tempo que o speaker dava conta da sua presenca no estadio. O filho morreu mas eles ali estavam estoicos, orgulhosos. Para mim, e espantoso que uma guerra que ja custou tantas vidas ainda nao tenha custado votos aos republicanos. Pode ser que isso mude a partir de amanha.

Diário do ginásio

Está uma pessoa a queimar calorias na passadeira com a Ti Maria a preparar migas com entrecosto no programa da Fátima Lopes sintonizado no televisor mesmo à minha frente. Assim, é impossível !

Doces congressos


Não têm deputados mas não lhes faltaram rebuçados nas mesas do congresso que decorreu este fim-de-semana em Lisboa.
Com um militante (Miguel Félix António) a propôr a extinção do partido de Manuel Monteiro, nada melhor do que adoçar o debate...

Primeiro estranha-se

E assutadora a facilidade com que nos podemos habituar a certas coisas que, racionalmente, desprezamos em absoluto. Nas ultimas tres semanas fiz nove viagens de aviao dentro dos Estados Unidos. O que se traduz em dezoito passagens pelo detector de metais, dezoito caminhadas sem sapatos, uma quantidade razoavel de vezes no papel da pessoa escolhida ao acaso para ser revistada e cinco papelinhos dentro da mala, dando conta de que a dita foi aberta pelas "autoridades". O dito papel serve nao tanto para nos dar conta da devassa, mas mais para nos avisar de que se alguma coisa aparecer estragada, temos bom remedio: comprar uma nova. A primeira vez que encontrei o dito papel dentro da mala vocifrei contra este atentado aos meus direitos. Depois, comecei a perceber que, afinal, tenho sido uma felizarda: nao desapareceu nada, a mala esta num estado razoavel e a roupa nao ficou estragada ou cheia de creme e gel de banho como aconteceu a alguns companheiros de viagem. Agora, quando abro a mal, so espero que, do mal o menos, o papel esteja la e o resto tambem, tudo de boa saude....

domingo

engraçadinhos&mentecaptos

Acabei de ver um sketch dos famosos Gato Fedorento na televisão pública.
Era suposto ser uma paródia ao programa Prós & Contras. Foi o achincalhar de um assunto realmente sério, como é o da despenalização da interrupção voluntária da gravidez. Inqualificável!

Não sou fã do quarteto: acredito que qualquer um faria aquelas piadas (mas agora são eles que estão na moda - e as pessoas precisam de carneirar - nada há a fazer).
Tinha o Ricardo DE Araújo Pereira como razoavelmente culto e inteligente. Afinal é só mais um espertinho - aliás, o moço já tinha dito que só não brinca com o Benfica e com o Alvaro Cunhal... Por isso, brincar com a DESPENALIZAÇÃO DA INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ - que não é o mesmo que ser a favor do aborto...- só se encaixa na piada fácil e bacoca, típica de uns reizinhos que gozam com o povo. E o povo faz que gosta. E o povo paga!
Porquê?

Hoje é o dia do Senhor!


Paulo Pires, porque não???

...pois se ele até é português...

[esqueçam o modelo, concentrem-se no actor)